Esposa de Davi Miranda assume a Igreja Deus é Amor: “Nós temos que continuar essa obra”

“Eu sinto que metade da minha carne foi levada. Então só Deus mesmo agora para suprir a falta dessa metade que foi levada de mim”, disse Ereni Miranda.

fonte: Guiame

Atualizado: Sábado, 28 Fevereiro de 2015 as 4

Igreja Pentecostal Deus é Amor, durante culto.
Igreja Pentecostal Deus é Amor, durante culto.

 

Depois da morte do Missionário Davi Miranda, a presidência da igreja está nas mãos de sua esposa, Ereni Miranda. A informação foi divulgada pela viúva nesta quinta-feira (26) na rádio oficial da igreja, Voz da Libertação.

Ereni falou sobre como o missionário encarava a obra, e pediu ajuda da Igreja para dividir os fardos nesse momento. “Ele queria continuar ganhando almas, e nós temos que fazer isso de agora em diante. Eu descansava, achando que ele tinha muita força, e agora eu sinto essa falta. Nós temos que continuar essa obra e dividir essa carga tão pesada que estava sobre os ombros dele. Eu sozinha não poderei levar. Vou dividir com a diretoria, com os obreiros, obreiras, os membros em geral.”

Sem o marido, Ereni reforça o quanto ela precisa da graça de Deus para viver seus dias. “É difícil, mas chega uma hora que você tem que confiar, não tem outra saída. Estou vivendo agora na confiança, nos braços do Pai. Porque pela minha força, eu não sei o que seria de mim. Falta metade de mim agora, eu não estou mais inteira porque era uma carne só. É um mistério de Deus isso. Eu sinto que metade da minha carne foi levada. Então só Deus mesmo agora para suprir a falta dessa metade que foi levada de mim”, disse durante entrevista na rádio.

“Tô tranquila, porque eu sei que Deus está tomando conta de tudo, nada vai perecer. Ele vai me dar força para continuar nessa jornada. Essa obra continua. O mesmo Deus que era do missionário é o nosso Deus também”, diz Ereni, esperançosa.

 

 

veja também