Esquizofrenia espiritual: Realidade x Espiritualidade

Esquizofrenia espiritual: Realidade x Espiritualidade

Atualizado: Sexta-feira, 7 Março de 2014 as 9:40

 

Esquizofrenia espiritual

Se eu assistisse a um vídeo das últimas seis semanas de sua vida cotidiana, eu iria concluir que a sua fé molda tudo o que pensa  - os seus desejos, por exemplo - e o que faz? Ou à medida que eu assistisse este vídeo, iria começar a ver uma separação entre a sua espiritualidade a sua realidade?
 
Eu quero escrever hoje sobre algo que eu chamo de "Esquizofrenia Espiritual". Posso resumi-la com uma pergunta: será que a persona pública da sua fé vive em harmonia com as realidades particulares de sua vida? 
 
Aqui estão alguns exemplos:
 
Você é uma mãe que alegremente canta "Amazing Grace" ("Maravilhosa Graça"), durante um culto de adoração e em seguida, a caminho de casa, grita com seus filhos, fazendo barulho e perturbando a sua paz e tranquilidade ?
Tem um marido que ora e lê a Bíblia de manhã antes do trabalho, mas trata a sua esposa com dureza e frieza antes de sair pela porta de casa?
 
Você faz parte de um pequeno grupo, no qual atua com entusiasmo espiritual na frente das pessoas, mas vive com medo e desânimo quando ninguém está olhando?
 
É um pastor que proclama a Bíblia de cima do púlpito, mas não consegue viver da mesma maneira bíblica com sua família?
 
Os exemplos podem ir além e além, mas você entende a ilustração. Tenho medo de que haja uma grande separação entre os mundos da espiritualidade e da realidade para muitos dos crentes. Fora do mundo espiritual (cultos , pequeno grupo, atividades ministeriais, devoção pessoal, etc), sua realidade é intocável pelo Evangelho de Jesus Cristo.
 
Aqui está o problema: nós criamos estes dois mundos, enquanto a Bíblia nunca nos deu qualquer indicação de que existem esses dois mundos [separadamente]. Jesus nunca falou sobre a separação entre a realidade e a espiritualidade, porque a espiritualidade verdadeira significa que tudo na minha vida tem um novo significado , um novo propósito , o novo foco, nova direção e uma nova motivação. Minha realidade é motivada e estruturado por minha relação espiritual com Deus e os propósitos que Ele tem para minha vida.
 
Estou profundamente convencido de que neste mundo caído, com todas as suas atividades interessantes e sedutoras tentações, a atividade cristã, muitas vezes é substituída pela "verdadeira vida cristã". De muitas maneiras, a atividade cristã vai olhar e sentir como algo real, mas não vai ser algo real, porque a única coisa real consiste no trabalho constante de Jesus para mudar quem eu sou, na essência.
 
Existe evidência de que você está vivendo com uma separação entre a sua espiritualidade e realidade? Mesmo que seja "leve", esta separação não deveria existir. Então, talvez você esteja se perguntando agora: "Que características terá a minha vida se a minha espiritualidade começa a transformar a minha realidade?" 
 
Deixe-me dar-lhe cinco sinais :
 
Em primeiro lugar, haverá uma consciência humilde da extensão e da gravidade do seu pecado. Você não vai se tornar complacente com o seu pecado, você vai ver o fato de que suas palavras e suas ações representam uma necessidade constante para a graça do Senhor Jesus Cristo.
 
Em segundo lugar, você vai estar ciente de que há batalha constante para controlar o seu coração. Seu coração é um centro de adoração, e se ele não adorar o Criador, ele vai adorar a criação. Há sempre uma guerra pelo seu coração, e você vai estar ciente de que a batalha acontece o tempo todo.
 
Em terceiro lugar, haverá uma ação clara dos atuais benefícios da graça de Cristo, aqui e agora. Você ficará tão agradecido não apenas por haver a graça para o passado e para o futuro, mas também por haver graça em relação às dificuldades que você enfrenta, agora, na sua família , no trabalho, no seu bairro e todas as suas atividades.
 
Em quarto lugar, haverá uma busca diária do chamado de Deus para o crescimento pessoal e mudança. Você não vai ficar satisfeito com quem você é. Você não vai ficar satisfeito com a maneira que você está falando, agindo e vai responder a isso tudo. Você vai querer crescer, você vai querer mudar, e você verá isso ao longo de sua vida cotidiana.
 
Quinto e último, haverá um estilo de vida diário, baseado no arrependimento e fé. Haverá esta rotação constante e dependente do Senhor. Você vai dizer: "Senhor , eu não posso fazer isso, mas você pode."
 
Peço-lhe mais uma vez: Existe, de alguma forma, ainda que "suave", uma separação entre a sua realidade e a sua espiritualidade? Ore para que Deus feche essa lacuna na sua vida.
 
Por Paul David Tripp - pastor, escritor e palestrante e conferencista internacional. 
 
*Tradução por João Neto - www.guiame.com.br

veja também