Ex-bruxa diz que orar em línguas é uma das principais armas para derrotar o diabo

Beth Eckert esclarece também que há uma diferença entre orar em línguas e falar em línguas.

fonte: Guiame, com informações de Charisma News

Atualizado: Quarta-feira, 22 Fevereiro de 2017 as 10:59

Beth Eckert é uma ex-bruxa que se converteu ao cristianismo. (Foto: Reprodução/Facebook)
Beth Eckert é uma ex-bruxa que se converteu ao cristianismo. (Foto: Reprodução/Facebook)

Segundo a ex-bruxa Beth Eckert, a oração em línguas é uma das principais maneiras de derrotar o diabo. No entanto, esse tema ainda é motivo de controvérsia entre muitos cristãos.

"Decidi me aprofundar mais sobre a diferença entre falar e orar em línguas, e no que as Escrituras dizem sobre essas coisas", disse ela em um vídeo publicado no YouTube.

Beth esclarece que falar em línguas é um dom que vem do Espírito Santo. “Ele é quem determina quem recebe o dom e quando. Quando alguém fala em línguas, não fala aos homens, mas ao próprio Deus. Ninguém entende as línguas, porque é um mistério para a mente humana”.

No entanto, ela afirma que a fala em línguas é diferente da oração em línguas, conforme o que diz o trecho bíblico de 1 Coríntios 14. “A oração em línguas, assim como a adoração em línguas é usada para edificar a nós mesmos. Podemos usar esta linguagem de oração quando não conseguimos encontrar palavras para orar, porque somos muito fracos”.

“Falar em línguas é um papel atribuído a um membro do corpo para entregar mensagens à igreja”, Beth diferencia. “Ao entregar uma mensagem em línguas, é preciso haver ordem e propósito na reunião: apenas duas ou três pessoas devem entregar a mensagem em línguas, uma de cada vez e com uma interpretação. É importante ter ordem para não criar confusão na igreja, conforme direciona o apóstolo Paulo”.

Beth orienta que os cristãos estejam abertos para receber os ensinos bíblicos e entender a profundidade dos dons. “Se deixarmos de permitir que Jesus nos ensine, estaremos permitindo que o inimigo dê forma aos nossos corações e mentes. Jesus apenas nos entregou bons dons e o diabo adoraria roubá-los, matá-los e destruí-los. Os dons do Espírito trazem o Reino dos Céus para a terra. Essa foi a intenção de Deus ao criá-los”.

“Cada dom é especial e tem um propósito especial atribuído a ele. Deus quer que a gente deixe de lado tudo o que permitimos que o mundo nos ensine sobre Deus e, em vez disso, que possamos estar cheios de Sua verdade. Permita que Deus entre em seu coração e responda todas as suas perguntas. Ele é bom”, ela acrescenta.

veja também