"Êxodo" lidera ranking de bilheteria nos EUA, mas permanece abaixo de outros temas bíblicos

Dirigido por Ridley Scott, o épico bíblico faturou até o começo desta semana, 24,5 milhões de dólares a partir de 3.503 locais, de acordo com a Fox News.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 18 Dezembro de 2014 as 2:59

"Êxodo" lidera ranking de bilheteria nos EUA, mas permanece abaixo de outros temas bíblicosO filme "Êxodo: Deuses e Reis" está entre uma série de novos filmes lançados neste fim de ano. O filme baseado na história de Moisés bateu títulos, como "Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1" e ocupou assim o primeiro lugar nas bilheterias do país.

Dirigido por Ridley Scott, o épico bíblico faturou até o começo desta semana, 24,5 milhões de dólares a partir de 3.503 locais, de acordo com a Fox News.

Em comparação a "Noé" (que arrecadou 43,7 milhões dólares) e "A Paixão de Cristo" (com quase U$84 milhões) durante fins de semana de abertura, a produção ainda apresentou um rendimento relativamente baixo entre os temas bíblicos que chegaram às grandes telas.

"Dez anos atrás, a público cristão impulsionou um filme pequeno, independente chamado 'The Passion of the Christ' ['A Paixão de Cristo'] registrando recordes", disse Chris Stone, fundador da revista "Faith Driven Consumer". "Este mesmo público-que também tem feito tantos filmes alcançarem o sucesso, este ano deveria ter sido mais considerado na mente de Ridley Scott, com relação à elaboração do 'Êxodo'. Tal como aconteceu com 'Noé', que ficou aquém do seu potencial nas bilheterias, deixando centenas de milhões sobre a mesa. O resultado de hoje indica que 'Êxodo' irá seguir o mesmo caminho precário", disse.

Stone diz que há elementos no filme que não combinam com uma perspectiva bíblica, o que manteve muitos cristãos em casa.

"Tanto Scott como Aronofsky permitiram que a sua influência pessoal criasse um abismo entre os seus filmes e sua audiências naturais", disse Stone.

Com informações de Christian Head Lines

*Tradução por João Neto - www.guiame.com.br 

veja também