“A falta de entendimento sobre a paternidade é uma doença da Igreja”, diz Joel Engel

A 6ª Escola Profética irá tratar a questão da paternidade nas igrejas. O encontro acontecerá nos dias 23 e 24 de setembro em Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

fonte: Guiame

Atualizado: Quarta-feira, 24 Maio de 2017 as 10:36

Idealizada pelo apóstolo Joel Engel, a 6ª edição da Escola Profética acontecerá nos dias 23 e 24 de setembro em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Este ano, o encontro irá tratar do relacionamento entre pais e filhos, valorizando a questão da paternidade nas igrejas.

Em entrevista ao Guiame, Engel afirma que a Escola Profética 2017 irá se basear na relação entre Elias e Eliseu. “Quando Elias estava prestes a ser arrebatado, ele disse a Eliseu: ‘Pede-me o que queres que eu te faça’, porque ele tinha sido um filho excelente. Eliseu poderia pedir qualquer coisa, mas pediu: ‘Faça-me teu filho primogênito’, como está escrito no original”.

“Eliseu pediu para ser filho de Elias, porque o filho recebe a herança do pai e todas as suas conquistas, sejam elas materiais ou espirituais”, acrescenta Engel.

Engel observa que o encontro irá abordar de uma das maiores deficiências da igreja — a falta de entendimento da paternidade. “Nós vamos tratar de uma doença que vemos na igreja hoje, que é a falta de respeito de filhos para com os pais. A unção de Elias vem quando pai e filho estão juntos”.

Frutos

A Escola Profética tem gerado resultados que vão além dos dias de encontro. “Só para se ter uma ideia, já nasceram três igrejas como resultado da Escola Profética”, Engel conta. “Sem falar do avivamento que o Rio Grande do Sul está vivendo, porque há uma comunhão entre pastores e seus membros. Elias caminhava com Eliseu, então o pastor deve caminhar com o seu filho”.

Além de edificar a Igreja Brasileira, a Escola Profética também está atuando entre os pastores da África, que conheceram o projeto através do portal online, acessado hoje por mais de cem nações.

“O  Arcebispo africano Bwambale Monday Wilson começou a aplicar os ensinamentos em sua igreja e recebeu uma unção de prosperidade. Então ele veio ao Brasil, pedindo para representar a Escola Profética em toda a África. Sua denominação, a Igreja Ágape, está presente em 28 nações da África”, conta o apóstolo.

Engel visitou alguns países africanos para ungir cerca de 700 alunos que participaram da Escola Profética. No entanto, a criação do Projeto Daniel fez com que todas as unidades da Igreja Ágape adotassem os ensinos.

“A Escola Profética na África teve um crescimento extraordinário. Já são 400 Escolas estabelecidas debaixo da administração da Igreja Ágape”, conta Engel. “Foi um crescimento tão grande que, esse ano, nossa reunião anual acontecerá no estádio municipal de Kampala, capital de Uganda.

Para saber mais sobre o Projeto Daniel e se inscrever na Escola Profética, acesse os sites ministerioengel.com e escolaprofetica.com.br.

veja também