"Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor", dizem evangélicos em ato profético no DF

O 'Ato Profético em favor do Brasil' reuniu cerca de 300 líderes evangélicos e contou com a participação de 40 mil manifestantes, em frente à Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

fonte: Guiame

Atualizado: Quinta-feira, 2 Junho de 2016 as 12:40

Na última quarta-feira (1), lideranças evangélicas de diversas partes do Brasil se uniram a cerca de 40 mil pessoas em uma manifestação pacífica, realizada em Brasília (DF).

O 'Ato Profético em favor do Brasil' foi amplamente divulgado pelo pastor Silas Malafaia (idealizador da iniciativa) durante meses e acabou reunindo cerca de 300 pastores, segundo a organização do evento. Entre os líderes estavam nomes, como o pastor Jabes de Alencar, Valnice Milhomens, Doriel de Oliveira, entre outros.

Caravanas de Recife, Fortaleza, Rio de Janeiro, São Paulo, Acre, Tocantins, Goiás e cidades próximas comparaceram à frente da Esplanada dos Ministérios para levantar um clamor pela nação, embalados por canções de Nani Azevedo, Cassiane e outros cantores gospel.

"Nos reunimos esta tarde aqui, com alegria, na capital do nosso país, com o propósito de clamar pela nossa nação e fazer um ato profético, a liderança evangélica reunida neste momento em Brasília, fazendo um ato profético em favor da nossa nação", disse Jabes de Alencar.

"Eu quero lembrar que este não é um ato político. É um ato que começa com a letra 'P', mas não não é político, é profético. Nós estamos aqui para profetizar e declarar a bênção de Deus sobre a nossa nação. Estamos aqui para declarar que 'Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor", continuou o pastor tendo sua frase final completada pela multidão presente.

Ainda na abertura oficial do evento, todos os pastores e os manifestantes presentes entoaram juntos o hino nacional brasileiro.

Após uma sequência de músicas e orações feitas por diversos pastores, Silas Malafaia destacou que

"Temos aqui, pastores de diversas denominações. O ato é da liderança evangélica do Brasil para dizer que a corrupção não vai vencer aqui no Brasil. Estamos aqui para dizer que esse espírito de mentira, de cinismo, de enganar o povo vai ser desmascarado", declarou. "Essa cambada de bandido, de corrupto vai parar na cadeia".

Clique no vídeo abaixo para conferir o ato completo, que foi transmitido ao vivo:

veja também