Filme 'O filho de Deus', sobre a história de Jesus, estreia no Brasil

Assista ao trailer do longa-metragem que chega às telonas do cinema brasileiro

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 17 Abril de 2014 as 11:52

O filho de Deus'O filho de Deus' não é o primeiro filme que relata a vida e o ministério de Jesus, e acredito que também não será o último.

O longa-metragem estreia nesta quinta-feira, 17 de abril, no cinema brasileiro.

Diogo Morgado, ator português, é quem representa Jesus. De acordo com Roma Downey, produtora do filme, o ator passa a ideia de um cordeiro e um leão, como eles queriam.

O filme é resultado da série 'The Bible', que acabou rendendo uma produção para o cinema. Em entrevista no final de 2013, Roma disse acreditar que fãs da série estavam ansiosos pela chegada do filme.

"Será um filme épico, com milagres, lindas paisagens, uma bela trilha sonora e um grande elenco multicultural. O orçamento ultrapassou pouco mais de 20 milhões de dólares. Jesus não era representado no cinema havia dez anos, desde o filme A Paixão de Cristo, de Mel Gibson, em 2004. Vamos mostrar a vida dele desde a adolescência até a morte. Creio que existem fãs da série ansiosos por essa produção", disse ela.

Em crítica no site Adoro Cinema, Francisco Russo expõe certa indignação com a leitura que fez a respeito da imagem de Jesus passada através da produção. "Por mais que acompanhe a vida de Cristo de forma didática, o filme procura dar uma atenção especial aos milagres por ele realizados. Ou seja, seus ensinamentos acabam ficando em segundo plano, citados num diálogo ou outro apenas. Se alguém jamais ouviu falar de Jesus Cristo (se é que isto é possível) e for conhecê-lo a partir de O Filho de Deus, fica a impressão dele ter tido tantos seguidores graças aos milagres realizados, não por toda a filosofia de amor ao próximo por ele implantada."

Roma Downey diz que a intenção é que o filme alcance todas as pessoas, independente de crenças. "A intenção é alcançar todas as religiões. A principal mensagem do filme não é propagar uma religião específica, mas sim o poder do amor", explica, "e existem pessoas que não vão ao cinema por causa da crença, mas sim para conhecer mais da história de um homem que é tão falado mais de 2.000 anos depois de sua morte."

Confira o trailer do filme no player abaixo.


 

com informações da Veja e Adoro Cinema

veja também