Franklin Graham convoca pastores a combaterem o aborto: "Deus abomina covardes"

fonte: Guiame

Atualizado: Segunda-feira, 26 Maio de 2014 as 12:40

Franklin Graham convoca pastores a combaterem o aborto: "Deus abomina covardes""Deus abomina os covardes". Estas foram as palavras do reverendo Franklin Graham a um grande grupo de pastores, que se reúniram na última quinta-feira para tratar de questões controversas do púlpito.

Presidente e CEO da Bolsa do Samaritano e da Associação Evangelística Billy Graham, Rev. Franklin baseou suas observações em Apocalipse 21:8, na qual Deus enumera oito grupos de pessoas que vão estar "no lago que arde com fogo e enxofre: a 'segunda morte"

De grupos como assassinos, os idólatras, incrédulos, e outros, o primeiro grupo de pessoas cujo nome é citado, é o dos covardes. Foi esse primeiro grupo que Graham focou em seu discurso, intitulado "Permanecer Firme sobre as questões controversas", na sessão da noite quinta-feira, durante o encontro "Watchmen on the Wall Nacional Briefing 2014".

"A definição de um covarde: O covarde não vai enfrentar um problema que precisa ser enfrentado devido ao medo. Esse é um covarde", disse Graham.

O pastor ainda destacou que Deus não se agrada de tal atitude por parte da humanidade e que é dever do cristão, proclamar a verdade.

"Deus odeia os covardes . E os covardes que o Senhor está se referindo são os homens e mulheres que conhecem a verdade, mas se recusam a falar", alertou.

Em seu discurso na sessão de jantar , Graham falou sobre a necessidade de igrejas para falar contra o aborto e a homossexualidade.

"Temos a responsabilidade de falar sobre as questões morais. Aborto, homossexualidade... estas são as questões morais. Este é um país livre, você pode fazer o que você quer fazer, mas eu quero que você saiba que estas coisas são pecados contra Deus" , disse Graham.

Graham mencionou que tem "amigos que são pastores" e dizem que querem pregar o Evangelho, mas "não se tornam alvos".

"Bem, você não acha que o Senhor Jesus Cristo era um alvo? Será que podemos ter nossas cabeças cortadas? Poderíamos, talvez um dia", destacou Graham.

Com informações do Christian Post

*Tradução por João Neto

veja também