Frequentar igreja indica bom caráter, mas ostentar religião tem efeito contrário, dizem cientistas

Segundo uma antropóloga da Universidade de Stanford, pessoas que vão à igreja regularmente são vistas como pró-sociais, focadas e moralmente fundamentadas.

fonte: Guiame

Atualizado: Quarta-feira, 24 Agosto de 2016 as 9:37

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Frequentar a igreja regularmente ajuda as pessoas a serem reconhecidas por seu trabalho duro, sabedoria e moral. A ostentação da religião, por outro lado, tem efeito contrário. Essa é a conclusão de um estudo publicado no jornal científico Evolution & Human Behaviour (Evolução & Comportamento Humano, em português).

De acordo com a autora do estudo e antropóloga da Universidade de Stanford, Eleanor Power, não são apenas as atitudes de devoção religiosa que alcançam o reconhecimento das pessoas, mas também a frequência regular na igreja.

"Na verdade, os resultados aqui apresentados mostram que o culto regular é frequentemente associado a um maior reconhecimento", disse ela à publicação.

Power estudou um grupo de hindus e cristãos em duas aldeias no sul da Índia, onde os moradores realizam práticas religiosas como caminhar pelo fogo e o sutil ato de ir à igreja toda semana.

"As pessoas que vão à igreja regularmente não são apenas vistas como mais devotas, mas também são associadas a um conjunto de características como pró-sociais, focadas e moralmente fundamentadas", disse Power. "Elas são mais propensas a serem vistas como pessoas de boa ética de trabalho, que dão bons conselhos, são generosas e tem bom caráter."

Alguns rituais públicos feitos pelos hindus, como carregar um vaso de fogo escaldante, perfurar os corpos com ganchos e lanças e longos períodos de jejum levam a uma reputação pessoal que indica apenas a força física.

"Um pequeno número de hindus tem seus corpos possuídos e se contorcem descontroladamente. Eles oferecem seu controle e sua consciência a uma divindade que de repente 'vem' para eles", relata a pesquisadora. "Por outro lado, adorar em uma igreja ou um templo pode parecer um compromisso bastante trivial”.

Ela observou que a frequência regular na igreja serve como um atraente da fé cristã. "Apesar de ser um ato sutil, as pessoas que vão à igreja fazem de sua adoração um marcador incontestável de devoção".

veja também