"Ganhando ou perdendo, toda glória ao Senhor Jesus", diz jogador Nenê

Questionado sobre o resultado negativo da Seleção Brasileira de Basquete contra a Argentina, Nenê aproveitou para expressar sua fé e determinação.

fonte: Guiame, com informações da UOL

Atualizado: Quarta-feira, 17 Agosto de 2016 as 12:40

Nenê cobra falta para a seleção Brasileira. (Foto: UOL)
Nenê cobra falta para a seleção Brasileira. (Foto: UOL)

A derrota da Seleção Brasileira de Basquete Masculino para a Argentina no último sábado (13) pode ter deixado muitos fãs do esporte e até mesmo alguns atletas desanimados, mas um deles surpreendeu o público e a mídia por sua proatividade, determinação e fé. Nenê Hilário foi questionado por uma das repórteres da rede Globo sobre o resultado do jogo e não hesitou em reafirmar o que ele entende que deve ser o foco, não só da carreira esportiva, mas também de sua vida.

"Em primeiro lugar, toda honra e toda glória ao Senhor Jesus, ganhando ou perdendo", destacou o atleta.

A Seleção Brasileira acabou perdendo para a Argentina por um placar acirrado de 111 a 107, após duas prorrogações de 85 a 85 e 95 a 95. O grupo de Nenê ainda chegou a vencer a Nigéria no jogo seguinte, mas por uma questão de pontos na tabela entre Argentina e Espanha, o Brasil acabou sendo eliminado dos jogos.

Em entrevista ao UOL, Nenê também não se mostrou desanimado e destacou que a oportunidade de participar dos Jogos Olímpicos em seu próprio país é uma experiência da qual não se esquecerá.

“Fiz o meu melhor para o meu time. Jogar com essa torcida é incrível. É sempre um orgulho representar o país. Vai ficar para sempre este momento”, contou Nenê, que passou emocionado pela zona mista, após a vitória contra a Nigéria.

O jogo virou

Nenê chegou a ser estigmatizado por muitos fãs do esporte brasileiro, como um jogador que não se empenhava em defender a seleção de seu país.

Mas nos último jogos  tanto contra a Nigéria, como contra a Argentina  o jogador do Houston Rockets (NBA) foi o grande destaque, se tornando o cestinha das duas partidas.

O bom desempenho do brasileiro em quadra arrancou da torcida, os gritos de “olê, olê, olê, olê, Nenê, Nenê!”, que ecoaram pela Arena Carioca 1.

Nenê Hilario é atleta e integra a Seleção Brasileira de Basquete Masculino. (Foto: Reprodução/Aposta 10)


Simplicidade

A declaração de Nenê foi destacada pelo pastor e colunista do Guiame, Edmilson Ferreira Mendes. Segundo o escritor, a vitória ou derrota nos jogos olímpicos não podem ser encarados como resultados de batalhas ou guerras.

"Essa é a ideia! Olimpíadas são apenas jogos, não guerra. Se ganho ou perco minha fé não muda, cumprimento meu adversário, assimilo minha derrota e tudo continua sendo para a glória do Senhor! Assim deve ser a vida", destacou.

"É significativo o apelido do nosso atleta de basquete: Nenê. Precisamos ser 'Nenê' nas oportunidades que a vida nos apresentar. Honrar o Rei com a autenticidade de uma criança, sem ódio, com coragem e graça, com a tranquilidade de quem sabe ser herdeiro de um reino que nunca terá fim", acrescentou.

O colunista ainda explicou que fatos como este não ganham projeção na grande mídia, porque incomodam de alguma forma os grupos de comunicação seculares.

"Atletas cristãos de todas as modalidades são uma reserva de adoradores que incomodam muito a grande mídia. Repare, não importa a pergunta, a glória é sempre dedicada ao Senhor", finalizou.

veja também