Governador forma grupos de oração para combater a violência em seu estado

O governador de Kentucky, nos EUA, incentivou pastores a formarem grupos de oração com suas igrejas para orarem pelo estado.

fonte: Guiame, com informações do Gospel Herald

Atualizado: Segunda-feira, 12 Junho de 2017 as 12:20

Bevin é um cristão Batista e incentivou os cristãos a colocarem sua fé em ação. (Foto: Gage Skidmore).
Bevin é um cristão Batista e incentivou os cristãos a colocarem sua fé em ação. (Foto: Gage Skidmore).

Mostrando que acredita no poder da oração, o governador republicano de Kentucky (EUA) está convidando os líderes cristãos de Louisville a formar grupos de oração para atuar nas áreas de crimes da cidade e assim ajudar a combater a violência que está em ritmo crescente.

Na última quinta-feira (8), o governador Matt Bevin disse aos pastores reunidos na Western Middle School: "Eu realmente acredito no poder da oração. Eu vivencio isso". O parlamentar incentivou os grupos de oração a patrulhar certos blocos em determinadas áreas da cidade, vários dias da semana e em todas as semanas, por um ano.

Além disso, o governador revelou que planeja caminhar e orar, junto com sua família. "Você não precisa de permissão para fazer isso. Você caminha até uma esquina, ora pelas pessoas, conversa com as pessoas ao longo do caminho", explicou. "Sem músicas, sem cantorias, sem megafones. Seja agradável, fale com as pessoas, é isso".

Ele continua: "Isso mesmo. Pouco sofisticado, mas bastante simples, muito básico", acrescentou. No entanto, Bevin reconheceu que a oração é uma parte da solução para a violência, enfatizando a necessidade de soluções econômicas e políticas contínuas para livrar a cidade do crime. "O ponto de hoje era falar sobre algo não financeiro".

Derramamento de sangue

De acordo com o Courier-Journal, em 2016, Louisville experimentou seu maior derramamento de sangue desde 1960, com 118 homicídios investigados pela Polícia de Louisville. Havia 124 homicídios em total no condado de Jefferson, e mais de 400 pessoas foram baleadas.

Observa o relatório: "Em apenas cinco meses de 2017, houve 52 homicídios criminais no município, incluindo 50 investigados pela Polícia de Louisville, colocando-a no ritmo certo para superar os resultados do ano passado”.

O argumento de Bevin teve boas reações. "Fazer para os outros o que você gostaria que fizessem com você: esses princípios são o que este governador está tentando trazer de volta para a comunidade de fé, para sair e tocar as comunidades da maneira que devemos", disse o pastor Jerry Stephenson.

Bevin, um Batista do Sul, incentivou anteriormente os cristãos a colocarem a fé em ação. Ele que é um pai adotivo, no início deste ano pediu aos crentes para abrirem suas casas para crianças adotivas. “Há mais de 6 mil igrejas em Kentucky. Não deveria haver nenhuma criança em Kentucky sem ser adotada ou querendo ser adotada", disse na época.

veja também