Grupo planeja expor uma cruz satânica para rivalizar exposição de natal

"A principal mensagem em nossa exposição do feriado, e muitas das atividades públicas do templo satânico, é uma mostrar a pluralidade e liberdade religiosa", disse Blackmore.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Terça-feira, 8 Dezembro de 2015 as 12:36

Snaketivity
Snaketivity

Um templo satânico de Detroit anunciou planos de fazer uma exibição do que eles chamam de “Snaketivity” no gramado do Capitólio para combater um presépio planejado pela campanha presidencial do senador Ted Cruz. A exposição consiste de uma cobra enrolada em torno de uma cruz satânica.

Jex Blackmore, diretor do grupo satanista de Detroit afirmou em um comício de liberdade religiosa que estavam à espera de aprovação do Capitólio do estado de Michigan para realizar uma exibição ao vivo de no dia 19 de dezembro. Isso seria no mesmo estado onde Rick Jones planeja patrocinar uma exposição natalina.

"A principal mensagem em nossa exposição do feriado, e muitas das atividades públicas do templo satânico, é uma mostrar a pluralidade e liberdade religiosa", disse Blackmore em uma declaração escrita. "Nós não temos nenhum interesse em fazer proselitismo satanismo ao público. No entanto, nós nos recusamos permitir que uma perspectiva religiosa domine o discurso", ressaltou. “Por essa razão, quando houver uma exposição religiosa em logradouros públicos, vamos oferecer uma outra, e nós pedimos que outra vozes minoritárias façam o mesmo”, disse.

O templo ainda está aguardando aprovação por parte da comissão do Estado de Michigan para a exibição. Ele ofereceu orientação para outros grupos religiosos a criar as suas próprias telas religiosas no gramado. O templo não é, de facto, uma organização adoradora do diabo, mas é um defensor da liberdade religiosa.

Wendy Day, diretor do estado do Michigan para a campanha de Cruz, disse em um comunicado: "A liberdade de expressão pode ser inconveniente, confusa e às vezes ofensiva, mas é o custo de vida em um país livre. A América foi fundada nos princípios da livre expressão e liberdade de religião. Não temos de concordar em princípios religiosos para estar juntos no direito de liberdade de expressão" afirmou.

veja também