História de ateu que se converteu ao cristianismo chega aos cinemas em 2017

O longa que retrata a conversão do jornalista Lee Strobel deverá chegar ao Brasil no segundo semestre deste ano.

fonte: Guiame, com informações do Gospel Herald

Atualizado: Terça-feira, 11 Abril de 2017 as 10:10

Depois de passar dois anos investigando evidências da Bíblia, o atue se converte. (Foto: Pure Flix).
Depois de passar dois anos investigando evidências da Bíblia, o atue se converte. (Foto: Pure Flix).

O ex-ateu Lee Strobel está encorajando os cristãos a levarem seus amigos não-crentes para assistir ao filme "The Case for Christ" (O Caso de Cristo, em tradução livre), pois eles serão “expostos à evidência da verdade do Evangelho”. O filme estreou na última sexta-feira (7) nos Estados Unidos e ganhará as telonas do Brasil no segundo semestre desse ano, segundo Ygor Siqueira, diretor da 360 Way Up.

"Eu encorajo alguém a convidar um não-crente e dizer: 'Você pode gostar desse personagem, ele é um pouco como você, cético, ateu, tipo um militante. Acho que você pode se interessar ao ver como ele deu um novo passo em sua história e como isso afetou sua vida e sua família'", diz Strobel ao site The Gospel Herald durante uma entrevista em Orlando, na Flórida (EUA).

"E depois de oferecer uma pipoca e o ingresso para o filme, ofereça também uma xícara de café para que vocês possam sentar e ter uma conversa sobre o que acabaram de assistir. Esse pode ser o momento mais significativo da noite", comentou.

Strobel acrescentou que uma série de ateus já havia visto o filme "The Case for Christ" e eles adoraram. "As pessoas apreciam, independentemente de como elas estão espiritualmente", disse ele. O filme é baseado no livro de Lee Strobel que tem o mesmo nome e fala de sua jornada como um ateu, que usou suas habilidades como premiado jornalista investigativo para tentar refutar o cristianismo depois que sua esposa, Leslie, se converte.

Mensagem de Esperança

Depois de passar dois anos investigando evidências da Bíblia, ele também se converte. "Eu espero que as pessoas possam compreender melhor a fé em Cristo. Sei que muitos não lerão o livro de 300 páginas, algumas pessoas também não irão à igreja, mas a maioria das pessoas vão ao cinema e verão o filme", ​​disse Strobel.

"Esta é mensagem de esperança e graça, uma história de amor e de um relacionamento de Pai para filho. De um mistério, de um grande jornal da cidade, de uma investigação espiritual. Pensamos que isso poderia intrigar as pessoas, e por isso, elas poderiam ser expostas a alguma evidência da verdade do cristianismo", ressaltou.

O filme, escrito por Brian Bird, também explora as lutas que Lee e Leslie Strobel enfrentaram quando a fé colidiu com a relação entre o cristianismo e o alcoolismo. Leslie Strobel disse que ela espera que o filme incentive um cristão que pode ser casado com um não-crente que entenda que eles não estão sozinhos e que há esperança.

"Lembro-me de me sentir muito sozinha quando era nova convertida", disse ela. "Não poderia compartilhar essa alegria com meu marido, e ainda assim tinha de ser capaz de compartilhar tudo com ele. Eu acho que é um sentimento comum para as mulheres que estão nessa fase de relacionamento", finalizou.

veja também