Idoso arrecada 400 mil dólares com reciclagem e doa para orfanato cristão

Aos 86 anos, Johnny Jennings ainda se empenha em recolher papéis velhos e outros materiais para reciclagem. Após anos de coleta, ele doou seu lucro para um orfanato evangélico de sua cidade.

fonte: Guiame, com informações do Faith Wire

Atualizado: Quinta-feira, 30 Março de 2017 as 3:46

Johnny Jennings começou a recolher papeis para reciclagem há mais de 30 anos e hoje faz dessa atividade, uma forma de ajudar instituições de caridade. (Foto: Facebook)
Johnny Jennings começou a recolher papeis para reciclagem há mais de 30 anos e hoje faz dessa atividade, uma forma de ajudar instituições de caridade. (Foto: Facebook)

A paixão de um homem idoso por ajudar os outros e pela reciclagem fez uma grande diferença na sua comunidade local da Geórgia.

Johnny Jennings tem características bem comuns a um homem de 86 anos, exceto pela sua dedicação à reciclagem, um hábito que a maioria dos norte-americanos acham difícil de manter.

Jennings começou a recolher e acumular jornais e outros artigos de papel em meados da década de 1980, quando seu filho Brent era jovem e queria ensiná-lo a importância de ter hábitos financeiros saudáveis ​​em sua vida. Assim, os dois saíam pelo menos uma vez por semana para coletar e vender os papéis que recolhiam.

O lucro que eles conseguiam juntos por seus esforços iria para uma conta de poupança especial que seria usada no futuro pelo jovem Brent.

Depois de anos de arrecadação e poupança, Brent, filho de Johnny Jennings, afirmou que tinha o suficiente para dar uma entrada em sua primeira casa, quando encontrasse alguma que o agradasse.

A maravilhosa lição de vida deixou uma impressão positiva sobre Brent e também incentivou seu pai a continuar com a atividade da reciclagem sempre que podia.

Assim, nos últimos 32 anos, muito tempo depois de seu filho ter saído de sua casa, o senhor de 86 anos continuou a fazê-lo e doava cada centavo para uma instituição de caridade cristã, ligada à Igreja Batista da Geórgia e pela qual ele sempre teve muito apreço.

Quando adolescente, Jennings acabou conhecendo a Casa de Crianças do Ministério de Famílias da Igreja Batista da Georgia.

"Quando eu tinha 18 anos, visitei a casa das crianças e jantamos com as pessoas lá. Mas, quando nos levantamos para partir, três meninos me agarraram ao joelho e me perguntaram: 'Você pode ser nosso pai?", contou Jennings.

Aquele pedido dos pequenos foi quebrantador e Jennings não poderia adotar aquelas crianças sendo ele tão jovem, mas a partir daquele momento, fez o possível para ajudá-los, como doar alimentos, roupas e tudo o que conseguisse levar ao orfanato.

E depois de todos esses anos levando roupas e alimentos para as crianças, Jennings conseguiu fazer uma doação de US$ 400.000 dólares - vindos da reciclagem - para a instituição cristã.

Kenneth Thompson, Presidente do Ministério de Famílias da Igreja Batista da Geórgia, disse: "Johnny Jennings é uma das pessoas mais graciosas que já conheci. Sempre admirei o seu espírito calmo e humilde, o seu empenho em ajudar os outros e, acima de tudo, o seu amor pelas crianças que estão sob nosso cuidado".

"Somos muito abençoados por ter alguém de seu caráter dedicado a servir o nosso ministério", acrescentou o pastor.

veja também