Igreja Católica da Inglaterra abre espaço para orações muçulmanas e evangélicos criticam

Evangélicos ficaram irritados com o evento, e disseram que foi uma "ofensiva" para os cristãos perseguidos por sua fé em todo o mundo.

fonte: Guiame, com informações de Telegraph

Atualizado: Segunda-feira, 16 Março de 2015 as 9:03

Dezenas de muçulmanos participaram do evento "Mesquita Inclusiva", realizada na igreja de São João, em Londres.
Dezenas de muçulmanos participaram do evento "Mesquita Inclusiva", realizada na igreja de São João, em Londres.

 

A Igreja Católica da Inglaterra está sendo fortemente criticada por evangélicos depois que permitiu que um culto de oração muçulmana acontecesse na igreja no último sábado (14).

Dezenas de muçulmanos participaram do evento "Mesquita Inclusiva", realizada na igreja de São João, em Londres. No início do evento, o vigário da igreja, Canon Giles Goddard, leu um trecho da Bíblia convidando a congregação para dar graças ao “Deus que nós amamos, Alá.”

Canon Goddard descreveu disse que o dia foi "muito comovente" e que era o desejo da igreja oferecer às pessoas um "lugar para rezar."

No entanto, evangélicos ficaram irritados com o evento, e disseram que foi uma "ofensiva" para os cristãos perseguidos por sua fé em todo o mundo. Outros criticaram que essa era uma ruptura com o direito canônico, que proíbe qualquer variação da liturgia oficial.

O Pastor Robin Weekes, da Igreja Emmanuel, disse: "A questão não é se o direito canônico foi quebrado ou não, mas que é ofensivo para os cristãos que acreditam que só há um Deus, que é o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.”

 

 

veja também