Igreja cede espaço para pessoas resolverem questões jurídicas: “São segundas chances”

O evento “Faça Direito” contou com advogados e membros do Gabinete Público para resolver pequenas pendências legais dos participantes.

fonte: Guiame, com informações de The Christian Post

Atualizado: Terça-feira, 25 Abril de 2017 as 12:29

Centenas de pessoas tiveram a oportunidade de resolver casos pendentes. (Foto: Melissa Phillip/Houston Chronicle)
Centenas de pessoas tiveram a oportunidade de resolver casos pendentes. (Foto: Melissa Phillip/Houston Chronicle)

Centenas de pessoas resolveram questões legais que estavam pendentes em um evento realizado pela megaigreja Lakewood Church, comandada pelo pastor Joel Osteen em Houston, no Texas, Estados Unidos.

O evento denominado “Faça Direito” foi realizado no último sábado (22) com o pedido específico do procurador local e dos comissários do condado de Harris.

Segundo o conselheiro geral da igreja, Regan Vansteenis, a denominação concordou em realizar o evento porque acredita em “segundas chances”.

“O evento ofereceu aos participantes uma alternativa para comparecer no tribunal em baixo nível, em contravenções não violentas. O evento também ofereceu um espaço com uma equipe de advogados voluntários e membros do Gabinete Público do Condado de Harris, oferecendo aconselhamento jurídico gratuito para os participantes”, disse Vansteenis ao site The Christian Post.

“Além disso, os participantes tiveram a oportunidade de participar de uma feira com capacitação profissional e oportunidades educacionais, com o envolvimento de representantes da Faculdade Houston Community, do Departamento de Assuntos de Veteranos e do Programa de Prevenção de Abandono do Distrito Escolar Houston Independent, entre outros”, ele acrescentou.

Esta foi a primeira vez que Lakewood Church coordenou um evento como esse, onde mais de 5 mil pessoas foram convidadas.

O comissário Rodney Ellis revelou o quanto apoia este tipo de evento. “Esta é uma grande oportunidade para milhares de pessoas resolverem suas pendências e fazerem um novo começo”, disse ele à rede americana KTRK-TV.

“Este evento também beneficia as agências de aplicação da lei, permitindo que elas limpem as pendências sem as despesas e os riscos envolvidos na detenção de pessoas em delitos menores”, acrescentou Ellis.

Acusações que foram exploradas no evento incluem “consumo de menor ou possessão de álcool, dano criminal, não-comparecimento, pertences de drogas, embriaguez pública, conduta desordeira e roubo de valores abaixo de US$ 100”.

veja também