Igreja Episcopal perdeu cerca de 50 mil membros em um ano

Provavelmente, a queda foi causada pelas ações da Diocese Episcopal da Carolina do Sul, cuja maioria dos membros e líderes optaram por deixar a denominação nacional.

fonte: Guiame, com informações de The Christian Post

Atualizado: Quarta-feira, 14 Outubro de 2015 as 4:38

De 2013 a 2014, os membros ativos batizados em dioceses domésticas foram de 1.866.000 a 1.817.000, o que representa uma perda de cerca de 50 mil membros.
De 2013 a 2014, os membros ativos batizados em dioceses domésticas foram de 1.866.000 a 1.817.000, o que representa uma perda de cerca de 50 mil membros.

A Igreja Episcopal dos Estados Unidos continua em declínio, tanto em termos de frequência em suas cerimônias como na adesão de novos membros, de acordo com números divulgados pela Convenção Geral da denominação.

A denominação é considerada uma linha média entre o Catolicismo Romano e o Protestantismo. No entanto, a Igreja Episcopal adota um posicionamento progressista: ela reivindica a total igualdade civil para homossexuais, ordena pessoas abertamente homossexuais para cargos eclesiásticos e mulheres para o sacerdócio.

De 2013 a 2014, os membros ativos batizados em dioceses domésticas foram de 1.866.000 a 1.817.000, o que representa uma perda de cerca de 50 mil membros.

As estatísticas revelam que, em 2014, a média de comparecimento aos domingos foi um pouco mais de 600 mil nas dioceses dos Estados Unidos, em comparação com aproximadamente 623 mil em 2013.

"Outras medidas de vitalidade da Igreja Episcopal também estão em declínio: a denominação relatou o fechamento de 69 paróquias, que diminuiu de 6.622 em 2013 para 6.553 em 2014", relatou Jeff Walton, diretor do programa anglicano do Instituto Teologicamente Conservador sobre Religião e Democracia. 

Provavelmente, a queda foi causada pelas ações da Diocese Episcopal da Carolina do Sul, cuja maioria dos membros e líderes optaram por deixar a denominação nacional.

veja também