"Igrejas estão tímidas no combate à pornografia", diz pastor norte-americano

Segundo o Pr. Jay Dennis, as igrejas poderiam fazer mais no combate à pornografia.

fonte: Guiame

Atualizado: Segunda-feira, 19 Maio de 2014 as 3:31

Um pastor da Flórida que deu declarações em uma conferência anti- pornografia acredita que a Igreja americana deve fazer mais para combater a pornografia e seus efeitos nocivos sobre os cristãos.

Jay Dennis, pastor titular da Primeira Igreja Batista em Lakeland e criador do programa "Um Milhão de Homens Libertos da Pornografia", disse ao The Christian Post no último sábado, 17/05, que ele acredita que muitas igrejas são "tímidas" para lidar com a questão da pornografia.

Dennis propôs observações sobre a questão de como as igrejas devem responder à pornografia como parte do evento "Coalizão para Acabar com a Cúpula da Exploração Sexual - 2014", realizado no Tysons Corner Marriott , perto de Washington , DC. O evento de dois dias começou sexta-feira e contou com vários especialistas falando sobre a pornografia , seus efeitos sobre os indivíduos ea sociedade , e os esforços para combatê-la .

"Eu acho que um monte de pastores e igrejas têm medo, porque podem 'balançar o barco' e eles serem criticados. Infelizmente, isso pode ser causado por alguns pensamentos, como 'se eu magoar este grupo...' ou 'se eu magoar esta pessoa, o que isso pode causar nas finanças da igreja?'. O que Deus colocou no meu coração é que você deve compartilhar a verdade e Ele vai trazer as pessoas certas para dentro. Nós já vimos isso acontecer", disse Dennis.

Dennis também disse ao CP que vários fatores contribuíram para igrejas hesitarem em enfrentar o problema da pornografia, incluindo a sua crença de que "um monte de pastores estão lutando com esse problema".

"Eu acho que um monte de igrejas simplesmente não percebem o problema que isto realmente configura. E é aí que eu sinto que os pastores têm de ser despertados", disse Dennis.

O Encontro foi organizado pelo grupo de moralidade anti-pornografia na mídia e o site "Pornharms.com", com patrocinadores e co-patrocinadores, incluindo a Aliança Liberdade de Defesa, o Instituto de Liderança, a Diocese Católica de Arlington, Assistência Internacional da Família e a Coligação Utah contra a pornografia.

Dennis falou sobre o que a igreja deve fazer para combater a pornografia , observando que os pastores têm de abordar regularmente a questão e reconhecer que eles estão em uma "guerra" contra a impureza.

Em comentários ao CP, Dennis explicou que ele acreditava que houve uma época em que as igrejas nos Estados Unidos foram mais eficientes em lidar com a questão da pornografia.

"Eu acho que se você voltar à década de 1950, antes da revolução dos anos 60, acho que as igrejas não eram reticentes para falar sobre questões morais", disse Dennis .

Dennis disse também que parte do desafio na obtenção de pastores para tratar do problema da pornografia é que muitas vezes os "extremos" dominam a conversa .

"Jesus estava cheio de graça e de verdade nessa ordem. Então, meu coração é para se comunicar com os pastores: Você pode compartilhar isso de uma maneira não ameaçadora e com amor", destacou.

Com informações do Christian Post

*Tradução por João Neto - www.guiame.com.br 

veja também