Israel é a quarta nação mais culta do mundo, e o motivo é a Bíblia, afirma estudioso

Com o crescente número da população e baixo investimento na educação, Israel é um dos países mais educados do mundo.

fonte: Guiame

Atualizado: Sexta-feira, 26 Setembro de 2014 as 10:28

Dados divulgados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), revelou na semana passada que Israel permanece entre as nações mais cultas da Terra, embora tenha perdido duas posições na classificação. Atualmente, Israel é o quarto país mais educado, atrás somente da Rússia, Canadá e Japão, e à frente dos Estados Unidos.

A situação de Israel é uma anomalia quando se trata de educação. A sua população, especialmente entre os mais pobres, está subindo rapidamente, mas os gastos para educar essas pessoas ainda são baixos. No entanto, os israelenses estão entre as pessoas mais educadas do mundo.

Falando sobre o número desproporcional de vencedores judeus no Prêmio Nobel, o professor Robert Aumann – que possui um Prêmio Nobel de Economia –, atribui o alto nível de educação israelense a uma longa período de estudo da Bíblia.

"O estudo da Torá é um exercício intelectual, e a honra aos seus valores é transferida para outras atividades também", disse Aumann Radio, do Exército de Israel. "Ao longo de gerações, temos dado grande honra para esta busca intelectual. O estudo da Torá faz a nação e seu povo serem melhores, com a mais alta qualidade", afirma Radio.

O ranking é determinado com base na porcentagem da população que faz ensino superior, seja em universidades, faculdades, instituições técnicas ou similares. Mais de 46% dos israelenses possuem ou estão em processo de formação superior. 

Há três anos, Israel foi classificado em segundo lugar no estudo da OCDE, e no ano passado, o país judeu ficou empatado com o Japão para o segundo lugar.

Há várias razões para o declínio de Israel:

  • O estudo da OCDE observou que a população de Israel está crescendo muito mais rápido do que outras nações que estão direção ao topo do ranking. De 2000 a 2009, por exemplo, a população de Israel teve um grande aumento de 19%.
  • Os salários dos professores em Israel são muito baixos em comparação com outras nações mais bem classificadas. A renda média anual da OCDE para professores do ensino médio é de 32 mil dólares, enquanto em Israel professores do mesmo nível ganham apenas 19 mil dólares.
  • Outro motivo que está diretamente ligado à questão dos salários dos professores é a despesa pública com a educação. Israel atualmente investe apenas 11,553 dólares por aluno no ensino superior, enquanto a média da OCDE é de 13,957 dólares por aluno. Os Estados Unidos gastam mais: 26,021 dólares por aluno.

Com informações de Israel Today
www.guiame.com.br
 

veja também