IURD comenta acusações de fraude em Templo de Salomão: "Prematuro"

O Ministério Público abriu uma investigação por suspeitar de fraudes para a obtenção do alvará de construção do Templo.

fonte: Guiame

Atualizado: Quinta-feira, 31 Julho de 2014 as 10:36

O Ministério Público abriu uma investigação para apurar possíveis irregularidades na construção do Templo de Salomão (IURD), que será inaugurado oficialmente hoje (31/07), em São Paulo (SP). Porém a denominação já tratou de postar uma nota de esclarescimento em seu site oficial, no qual informa que não havia sido procurada ou notificada sobre os motivos do procedimento investigatório.

"Como afirma a própria Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo da Capital, em nota distribuída nesta data, até o momento, a Universal não foi ouvida ou sequer informada das irregularidades supostamente praticadas", disse o texto publicado.

O texto ainda cita uma afirmação do próprio Ministério Público, que afirma ainda não ter provas suficientes que confirmem a existência de fraudes.

"O mesmo Ministério Público, em sua nota, esclarece que 'não há, até o momento, documentos suficientes nos autos que permita qualquer formação de convicção do Promotor de Justiça para a propositura de medidas judiciais cautelares ou principais", citou.

O texto ainda caracterizou as acusações como "prematuras" e destacou que as obras se realizaram com "transparência".

"É no mínimo prematuro afirmar que tenha havido 'fraude' em qualquer etapa da construção do Templo de Salomão, que transcorreu ao longo de quatro anos sob intensa fiscalização e grande transparência", afirmou.

Demolição
Em entrevista à CBN (SP), o promotor Maurício Antônio Ribeiro Lopes confirmou que a investigação já foi aberta. Segundo o jurista, o caso já havia sido arquivado em 2011.

Ao comentar as possíveis consequências desta investigação, Maurício afirmou que até mesmo a demolição do Templo é possível.

"Se ficar demonstrado que houve fraude na obtenção do alvará [para a construção do Templo], pode-se até mesmo entrar - lá na frente - com uma ação demolitória do Templo", .

Com informações de Universal.org / CBN SP

veja também