Jesus Cristo voltará para converter o mundo ao islamismo, diz personalidade popular muçulmana

Adnan Oktar diz que Jesus fará o mundo saber que ele é muçulmano e irá tentar converter todos os “não-crentes” para o Islã.

fonte: Guiame

Atualizado: Sábado, 1 Novembro de 2014 as 8:35

Uma personalidade muçulmana, muito popular entre os islâmicos, declarou que Jesus realmente irá voltar, só que fará isso para informar o mundo que ele não é o filho de Deus, nem foi crucificado ou ressuscitado dos mortos, e irá converter o mundo ao islamismo.

Adnan Oktar, uma personalidade da mídia muçulmana e um autor influente neste assunto, prestou depoimentos para o documentário produzido pela WND Filmes, chamado “A Testemunha do Fim dos Tempos” (em tradução livre).

Durante a entrevista, Oktar admite que, enquanto cristãos consideram que Jesus Cristo é seu Salvador, os muçulmanos ainda estão aguardando o Messias, a quem chamam de Mahdi. No entanto, os muçulmanos e Oktar também acreditam que Jesus Cristo voltará à Terra, mas não para trazer a salvação para os fiéis cristãos. Em vez disso, Jesus irá informar o mundo que ele não é o filho de Deus, nem foi crucificado ou ressuscitado dos mortos. Para ele, Cristo fará o mundo saber que ele é muçulmano e irá tentar converter todos os “não-crentes” para o Islã. Oktar afirma que Jesus Cristo será muito convincente em seu apoio ao Islã. 

De acordo com o ponto de vista muçulmano, Jesus, o Mahdi, receberá ajuda de “gênios” em sua missão de pregar o islamismo. Gênios são seres sobrenaturais, que podem ser bons ou maus. "Sim, o Mahdi irá se comunicar com os gênios", diz Adnan Oktar. "Mahdi é o líder de ambos os gênios e dos homens. Os gênios muçulmanos que acreditam em Deus irão ajudar os islâmicos a prevalecerem em todo o mundo." 

Ainda que a possibilidade de que Jesus Cristo seja muçulmano e volte pregando o Islamismo pareça ridícula para muitos cristãos, para muitos muçulmanos não é algo surpreendente – especialmente se tratando do público de Adnan Oktar. Oktar tem uma audiência muçulmana enorme, com milhões de telespectadores na Turquia, em todo o mundo árabe, na Ásia Central e partes da Rússia e Europa.

O idealizador do documentário, Christian Joel Richardson, afirma que nunca tinha ouvido falar qualquer reclamação sobre os pensamentos de Oktar. Para ele, esta mensagem a respeito de Cristo poderia convencer milhões de pessoas. "É a primeira vez que escuto isso pessoalmente", disse Richardson. "Mas [Oktar] afirma estar totalmente alinhado com o presidente da Turquia. Ele diz que o presidente o escuta e segue os seus conselhos".

Com informações de Inquisitr / www.guiame.com.br

veja também