Jogador cristão salva mulher de tentativa de estupro: "Deus me colocou no lugar certo"

Ele testemunhou um casal tendo relações sexuais pelas lixeiras. Quando se aproximou, percebeu que a mulher estava inconsciente pelo fato de seu corpo estar mole.

fonte: Guiame, com informações do ESPN

Atualizado: Segunda-feira, 25 Julho de 2016 as 12:35

Garcia disse aos oficiais que estava levando o lixo para fora na última quinta-feira (21) pela manhã. (Foto: Logan Bowles/USA TODAY Sports).
Garcia disse aos oficiais que estava levando o lixo para fora na última quinta-feira (21) pela manhã. (Foto: Logan Bowles/USA TODAY Sports).

O jogador de futebol americano da Florida, Cristian Garcia, interrompeu uma agressão sexual que estava acontecendo atrás de um bar em Gainesville (Flórida). As informações são do relatório da polícia.

Garcia disse aos oficiais que estava levando o lixo para fora na última quinta-feira (21) pela manhã na “101 Cantina”, onde trabalha como segurança. Ele testemunhou um casal tendo relações sexuais pelas lixeiras. Quando se aproximou, percebeu que a mulher estava inconsciente pelo fato de seu corpo estar mole.

Ele e um colega de trabalho foram até o homem, de 34 anos chamado Christian Shaw, que conseguiu escapar, mas que já havia sido preso sob a acusação de agressão sexual.

"Eu estava levando o lixo para fora, e vi o homem pressionando a mulher contra a lixeira. No início, o cara disse que ela era sua namorada, mas cerca de cinco segundos depois eu percebi que a menina estava inconsciente", disse Garcia ao Gainesville Sun.

"Eu me virei e puxei o cara pelo ombro e disse: Saia'. Isso praticamente acabou com a situação. Ele estava embriagado e tentou me dar alguns socos, mas ele escorregou e eu prendi seu rosto na parede", contou.

"Ninguém merece que isso aconteça", disse ele que também comentou sobre o fato dele e seu colega de trabalho, Leroyea Simmons, tomarem uma decisão quando eles reconheceram o que estava acontecendo.

Ele disse que, enquanto percebe a atenção positiva que tem recebido por suas ações, o foco deveria ser colocado sobre a gravidade da agressão sexual. "A atenção tem sido legal, mas um ato horrível que aconteceu naquela noite é mais importante", disse ele.

"Deus me colocou no lugar certo e no momento certo para parar a agressão sexual”, disse em uma entrevista para a ABC. Já o Gainesville Sun destacou que o vídeo da polícia mostrou que "a vítima era mentalmente e fisicamente incapaz de dar o seu consentimento pelo seu nível de intoxicação".

O agressor já esteve na “Alachua County Jail” com fiança estipulada em 500 mil dólares. Ele havia sido acusado de agressão sexual. Garcia recomendou que qualquer pessoa que possa encontrá-lo ou encontrar uma pessoa na mesma situação, deve chamar as autoridades imediatamente, por causa do perigo do ato violento. "Aja com cautela", ele recomenda.

veja também