Juliano Son fala sobre Sertão Nordestino: 'É a região menos alcançada pelo Evangelho no Brasil'

Em entrevista exclusiva ao Guiame, Juliano Son falou sobre os projetos sociais encabeçados pelo Livres Para Adorar e o próximo lançamento, o CD "Só Em Jesus".

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Terça-feira, 14 Julho de 2015 as 8:06


Juliano Son segurando a camiseta do projeto "Mais Água". (Guiame/ Marcos Paulo)

 

Além de alcançar multidões com as ministrações e composições, Juliano Son, vocalista do Livres Para Adorar, têm investido esforços para levar a Palavra de Deus através de alguns projetos sociais, braços do Missão Livres.
 
Em entrevista exclusiva ao Guiame, durante o Christian Day no Hopi Hari, Son contou que um dos primeiros projetos, o "Livre Ser", que oferece abrigo e proteção a crianças em situação de risco, foi o que o motivou a conhecer o Piauí  – que hoje é base do projeto "Impacto Sertão Livre" e "Mais Água", que busca minimizar os danos causados pela seca.
 
"A princípio nós fomos para o Piauí por conta de um trabalho com crianças em estado de risco, que nós até hoje desenvolvemos em São Paulo. Chegando lá, nós fomos procurar saber de onde vêm essas crianças em risco no estado, e então dos deparamos com a questão da seca e da falta de acesso à água potável  que é geradora de muito sofrimento, é uma questão de saúde pública, é uma questão da alma do ser humano  e quando nós percebemos, estávamos envolvidos também", relata Juliano.
 
Todo o esforço social é parte de um movimento missionário. O sertão nordestino, incluindo o estado do Piauí, é a região menos alcançada pelo Evangelho no País. "No nosso entendimento o Evangelho é a manifestação do reino do amor. Ele vem sim com palavras, mas também vem com essa manifestação do amor que é palpável", comenta Son, que tem propagado a realidade do sertão brasileiro por todo o país através das apresentações do Livres.
 
"Através do que nós fazemos, da música, buscamos dar visibilidade à aqueles que não podem ser invisíveis pela sociedade e pela igreja, porque essas pessoas não são esquecidas pelo Senhor. É isso que a gente tem buscado fazer: reagir da maneira que o Senhor reagiria dentro das nossas limitações naquele lugar", afirma o vocalista do Livres, que está em fase de finalização do novo álbum "Só Em Jesus", previsto de ser lançado em agosto.
 
Por um lado, Juliano acredita que a igreja deveria olhar um pouco mais para aquela região, por outro, ele entende que existe muita falta de informação por parte dos cristãos a respeito do contexto nordestino. "Tem depoimentos de missionários diversos que foram em alguns vilarejos e as pessoas diziam: 'Olha, esse tal de Senhor Jesus não tem aqui não, mas se vocês forem um pouquinho mais para lá, talvez vocês encontrem'  nós estamos falando de Brasil", enfatiza.
 
"Nós somos o povo que aguarda pela vinda do Senhor, somos aqueles que cantam 'Maranata, vem Jesus'. Só que o Senhor deixou muito claro que algumas coisas iriam acontecer, e tudo o que Ele nos profetizou no passado, basicamente já aconteceu. A única coisa que falta para que ele viesse, seria o conhecimento do Evangelho por todos os povos. Se é só isso que falta para a sua vinda, eu creio que a igreja que espera e canta 'Maranata' deveria estar envolvida com essa última onda missionária, para que o Senhor venha", conclui.
 
Confira a entrevista completa:
 

veja também