Justiça decreta prisão preventiva de homem que esfaqueou Valdemiro Santiago

Jonathan Gomes Higino, de 20 anos, foi transferido para um dos Centros de Detenção Provisória de São Paulo.

fonte: Guiame, com informações do G1

Atualizado: Terça-feira, 10 Janeiro de 2017 as 4:49

Jonathan Gomes Higino tentou matar o pastor Valdemiro Santiago a facadas no último domingo. (Foto: Veja)
Jonathan Gomes Higino tentou matar o pastor Valdemiro Santiago a facadas no último domingo. (Foto: Veja)

Na última segunda-feira (9), o homem que esfaqueou o pastor Valdemiro Santiago teve prisão preventiva decretada em uma audiência de custódia, segundo informou o Tribunal de Justiça de São Paulo.

O rapaz de 20 anos de idade, Jonathan Gomes Higino foi transferido para um dos Centros de Detenção Provisória da capital (CDPs), mas o local exato ainda não foi confirmado pela Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

Líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, Valdemiro foi atacado durante um culto no último domingo, em São Paulo, com uma facada no pescoço, durante um culto.

Após ser socorrido na igreja e levado ao hospital, o pastor gravou um vídeo, falando mais sobre o ocorrido e tranquilizando os fiéis.

Jonathan foi preso em flagrante com o facão enferrujado, que usou para atacar apóstolo Valdemiro. O rapaz está desempregado e disse que passou cinco meses planejando o ataque, após "Valdemiro dizer iria crucificá-lo".

Segundo o pastor, o ataque o pegou de surpresa em um momento que ele estava atendendo e recebendo pessoas na igreja.

“Eu estava impondo as mãos, acabando de ouvir um milagre, um testemunho e entrou alguém por trás. Eu não sei, não vi quem era. Ele deu uma facada no pescoço, ou uma navalha, não sei”, explicou o pastor no primeiro vídeo após o ataque.

A filha de Valdemiro, Juliana Santiago compartilhou uma foto do corte na nuca do pai sendo suturado. (Imagem: Instagram)


O crime
Segundo o boletim de ocorrência, o ataque contra o pastor ocorreu por volta das 7h30 da manhã do último domingo (8), dentro da igreja localizada na Rua Carneiro Leão, no bairro do Brás, em São Paulo.

O segurança do pastor contou à Polícia Civil que Higino estava na fila de pessoas que esperavam para receber uma oração de Valdemiro. Quando conseguiu se aproximar do pastor, o golpeou com três facadas, duas vezes nas costas e uma vez no pescoço.

veja também