Livro espírita traz "cartas psicografadas" de vítimas da Boate Kiss

A notícia gerou questionamentos e até mesmo suspeitas de fraudes.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 2 Dezembro de 2014 as 10:30

Livro espírita traz "cartas psicografadas" de vítimas da Boate KissQuase dois anos após a tragédia na boate Kiss - que chamou a atenção do mundo inteiro para a pequena cidade de Santa Maria (RS) - foi lançado um livro que traz "cartas psicografadas", as quais teriam sido "enviadas" por algumas das vítimas do trágico incêndio.

Segundo os autores do livro (pais de sete vítimas da tragédia), as cartas teriam sido enviadas pelos jovens, com o objetivo de "tranquilizar" os familiares.

As cartas foram produzidas durante consultas com médiuns, que teriam "feito contato com os espíritos destes jovens".

A notícia gerou questionamentos, como no próprio blog "Dossiê Espírita". O autor de uma postagem sobre o livro alegou ter encontrado fraudes nas cartas.

"O que chama atenção é que a imagem de uma dessas cartas, reproduzida pelo portal G1, atribuída ao espírito de Stéfani Posser Simeoni, outra vítima do incêndio e namorada de Guilherme, é que a assinatura parece "hesitante", dando um forte indício de fraude, não muito difícil de ser constatada", diz a postagem ao se referir sobre a carta que traria uma mensagem "enviada" por uma das jovens.

Livro espírita traz "cartas psicografadas" de vítimas da Boate Kiss

"Na primeira vez que o prenome "Stéfani" é escrito, aparece um "p" depois rasurado com um "t", enquanto o referido nome é reescrito abaixo junto ao sobrenome, com um "s" escrito de forma "nervosa" (é só ver a "cauda" da letra, na segunda grafia do nome)", continuou.

O Pastor Bruno dos Santos também teceu um comentário sobre o livro e afirmou que a obra é uma tentativa de atrair as pessoas pela comoção e por um possível "alívio da dor".

"O oportunismo religioso não é uma prática apenas dos "evangélicos", como muitos gostam de afirmar. Vejam o que espíritas sem escrúpulos estão fazendo na cidade de Santa Maria com as vítimas da Boate Kiss", alertou.

O teólogo também apontou que a caridade tem perdido o seu foco em diversos casos.

"A retórica amorosa de paz e caridade do espiritismo é o anzol do engano, para aliciar pessoas ao doutrinamento kardecista e levar inúmeros corações feridos pelas ausências de filhos mortos nesta tragédia à dependência desta seita", destacou.

www.guiame.com.br 

veja também