Maior livraria cristã dos EUA declara falência, mas afirma que irá se reerguer

Em uma mensagem de vídeo para os clientes o CEO da rede, Chuck Bengochea prestou esclarecimentos sobre a situação e apontou a recessão, a revolução digital, e carga da dívida da empresa como fatores que levaram à falência da Family Christian Store.

fonte: Guiame

Atualizado: Sexta-feira, 13 Fevereiro de 2015 as 9:23

Na última quarta-feira, 11/02, a livraria Family Christian Store (considerada a maior dos Estados no que diz respeito ao número de lojas), declarou falência em um comunicado oficial.

A empresa tem 266 lojas em 36 estados e chegou a faturar US $ 216 milhões em receita bruta, no ano de 2014.

Em uma mensagem de vídeo para os clientes o CEO da rede, Chuck Bengochea prestou esclarecimentos sobre a situação e apontou a recessão, a revolução digital, e carga da dívida da empresa como fatores que levaram à falência da FCS.

"Eu gostaria que nós tivemos alternativas, mas nós não temos", disse ele.

Em sua página oficial, a FCS comunicou o avanço com a falência "após analisar com muita oração e só depois de trabalhar para cortar custos e tomar outras medidas. Acreditamos que nossas duas únicas opções são: liquidar e encerrar nossas lojas ou passar pelo processo de venda e preservar a Family Christian Store. Quando confrontados com essas duas opções, nós fortemente sentimos que havia apenas um caminho viável a tomar".

"Nossos clientes não verão nenhuma mudança nas operações durante esse processo", afirmou Bengochea. "Depois que o tribunal aprovar a venda, nós podemos começar a reinvestir em nossas lojas e trazer os nossos clientes, produtos e serviços que nos ajudarão a melhor cumprir a nossa missão de glorificar a Deus por ajudar as pessoas a encontrar, crescer, partilhar e celebrar a sua fé em Cristo".

A FCS não tem planos de abandonar o mercado de livros cristãos ou passar a ser apenas uma loja virtual. "Alguns poderiam dizer que lojas de 'tijolo e argamassa' não são relevantes, mas a nossa nova administração acredita de maneira diferente", afirma seu FAQ. "Nosso plano é fazer os investimentos necessários para as nossas lojas, diversificar nossas linhas de produtos e criar uma forte estratégia de varejo que coloca corretamente a ênfase de volta em entregar uma experiência de cliente calorosa e positiva".

Segundo a diretoria da empresa, a reestruturação da FCS será concluída nos próximos dois meses, com o apoio da subsidiária recém-formada, Família Christian Ministries e das vendas online de de seu site oficial (familychristian.com).

veja também