Mais de 300 mães desistem de aborto após serem evangelizadas em frente à clínica

Em apenas um mês, cerca de 362 bebês em processo de gestação foram salvos do aborto, como resultado do esforço de uma campanha de oração e evangelismo.

fonte: Guiame, com informações de Faith Wire

Atualizado: Quarta-feira, 5 Abril de 2017 as 12:50

Cada grupo atua em sua comunidade local, conscientizando amigos, familiares e vizinhos. (Foto: Divulgação)
Cada grupo atua em sua comunidade local, conscientizando amigos, familiares e vizinhos. (Foto: Divulgação)

Cristãos envolvidos em uma campanha de oração e evangelismo têm visto centenas de mães desistirem do aborto em frente às clínicas onde realizariam o procedimento.

Em apenas um mês, cerca de 362 bebês em processo de gestação foram salvos do aborto, como resultado do esforço da campanha “40 Days for Life" (40 Dias pela Vida, em português), que foi iniciada no dia 1 de março e termina no próximo domingo (9).

Segundo o site Life News, mais de 13 mil vidas foram salvas pela campanha na última década. As ações do projeto unem a oração, conversas pacíficas e vigílias realizadas na parte de fora das clínicas de aborto dos Estados Unidos.

Diversas histórias de emocionantes têm marcado a campanha, como de uma mulher grávida que estava a caminho da clínica de aborto quando viu dois membros da campanha segurando cartazes com versículos da Bíblia.

Durante a conversa, a jovem revelou que estava em conflito com sua gravidez e admitiu que estava com medo, pois sabia que o aborto era errado. Depois que os cristãos indicaram um centro de gravidez nas proximidades para ajudá-la antes e depois do parto, ela decidiu manter seu filho.

Além de salvar mais de 13 mil bebês, pelo menos 143 funcionários de clínicas de aborto resolveram deixar seus empregos. Apenas na última campanha, que aconteceu entre 28 de setembro e 6 de novembro de 2016, cerca de 872 bebês foram salvos e oito funcionários de clínicas de aborto abandonaram sua função.

veja também