Mais de 50 mil evangélicos argentinos vão às ruas para orar por seu país

Mesmo sob forte chuva, evangélicos saíram às ruas de Buenos Aires para louvar a Deus e orar por seu país, que ainda se recupera de uma profunda crise.

fonte: Guiame, com informações do Evangelical Focus

Atualizado: Terça-feira, 30 Maio de 2017 as 10:07

Avenida ficou lotada de evangélicos orando e cantando em Buenos Aires. (Foto: Evangelical Focus)
Avenida ficou lotada de evangélicos orando e cantando em Buenos Aires. (Foto: Evangelical Focus)

Mesmo sob forte chuva, cerca de 50 mil evangélicos se reuniram no centro de Buenos Aires (Argentina) para um dia especial de oração pela "recuperação da Argentina" no dia 25 de maio.

Em meio à alta tensão política e social, a iniciativa liderada pelos cristãos evangélicos foi intitulada "Contra ninguém, em favor de todos, a Argentina ora".

"Rogamos a Deus pela nação, pelas autoridades e pela unidade, oramos para que o país se recupere do mal do tráfico de drogas, da violência, da corrupção e da desintegração da família", disse Jorge Gómez, líder da Aliança Cristã das Igrejas Evangélicas (Aciera, que une 12.000 igrejas).

A organização "Argentina, Oramos por Você" e o Conselho de Pastores de Buenos Aires também estiveram envolvidos na organização deste evento interdenominacional.

"Precisamos nos aproximar de Deus e invocar sua proteção, porque, como diz o Preâmbulo de nossa Constituição:" Ele é a fonte de todas as razões e da Justiça", acrescentou Gómez, no cenário que se instalou perto do Nacional Obelisco símbolo.

Orações e cânticos de adoração foram entoados e todos foram convidados a "buscar a Deus".

"O objetivo desse grande encontro é curar já conhecida divisão na Argentina. Pessoas de origens ideológicas muito diversas vieram orar aqui. O que nos une é o nosso amor a Cristo", disse o pastor Osvaldo Carnival.

Ele acrescentou que as estimativas são de que a Argentina tenha cerca de 6 milhões de cristãos evangélicos atualmente. O dia de oração, que foi reconhecido pela Secretaria de Religião do Governo Argentino, também foi realizado, simultaneamente em outras 210 cidades - na mesma hora.

Muitos chegaram ao centro de Buenos Aires em ônibus, organizados por centenas de igrejas e outros grupos cristãos que participaram do encontro. O transporte público também foi bastante utilizado. Alguns participaram do evento sozinhos, outros em família, outros com membros de sua igreja local.

Somente em Buenos Aires, a Avenida Roque Sáenz Peña estava lotada. A multidão encheu a via, ao longo de mais de três quarteirões. Grandes telões foram instalados para que todos pudessem acompanhar a pregação e outros momentos realizados no palco principal.


Tensão
Além de ainda estar se recuperando de um profunda crise política e econômica, agravada pelo neoliberalismo, a recente renúncia da Ministra das Relações Exteriores, Susana Malcorra, deixou os cidadãos argentinos e autoridades do país ainda mais preocupados com relação à instabilidade da nação.

A agora ex-chanceler alegou razões pessoais para deixar o cargo e está de mudança para a Espanha. O atual embaixador argentino em Paris, Jorge Faurie, será seu substituto.

veja também