Marco Feliciano comenta notícia sobre Richthofen: "extremamente falsa"

Marco Feliciano comenta notícia sobre Richthofen: "extremamente falsa"

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:02
 

Marco Feliciano comenta notícia sobre Richthofen: "extremamente falsa"

Na última quarta-feira, o pastor e deputado Marco Feliciano publicou em seu site oficial, um comunicado sobre a notícia espalhada pelas redes sociais: “Pastora Suzane Richthofen nomeada presidente da Comissão de Seguridade Social e Família”. Além disso, houve também boatos de que a condenada por assassinato também estaria filiada ao PSC.
 
Feliciano criticou o mau uso das redes sociais para disseminar tais notícias e ainda destacou que a rede Globo teria "outorgado" o cargo de pastora a Suzane.
 
Confira abaixo, o texto na íntegra: 
 
De tempos em tempos surgem matérias falsas, reproduzidas em sites e blogs, às vezes até em sites de imprensa com a finalidade de denegrir ou desfavorecer a imagem de personalidades. Desde a minha passagem pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara passei a ser alvo deste tipo de iniciativa.
 
O uso das redes sociais e e-mails faz com que estas calúnias se transformem em virais e muitas pessoas acabam lendo estas informações e interpretando como verídica, mesmo sem buscar uma fonte relevante.
 
Muitas vezes estas falsas notícias são repassadas por evangélicos, causando muito constrangimento. Postagens feitas em redes como Facebook, Twitter e Google+ são constantemente usadas para fazer acusações sobre a minha postura na Câmara Federal.
 
Uma destas postagens trazia como título: “Pastora Suzane Richthofen nomeada presidente da Comissão de Seguridade Social e Família”.  Foi o Fantástico, da Rede Globo, quem noticiou a conversão de Suzane e outorgou a mesma o cargo de pastora na igreja evangélica, coisa que já seria absurda.
 
Suzane Louise Von Richthofen foi condenada por participar do assassinato dos pais Marísia e Manfred von Richthofen. O crime que chocou o país aconteceu em 2002, na casa onde as vítimas moravam.
 
A postagem que vem sendo compartilhada diz que Suzane é filiada ao PSC e que eu havia nomeado a mesma para um cargo que só poderia ser ocupado por um político eleito. Ou seja, sem qualquer comprovação, a “notícia” circulou por e-mail e foi postada por milhares de pessoas no Facebook.
 
A publicação é extremamente falsa e faz parte de uma campanha de difamação promovida por grupos de ativistas e partidos de esquerda para parar a credibilidade das ações do meu mandato junto ao segmento evangélico e católico.
 
Tenho um compromisso com a verdade e com meus eleitores. Além disso, em hipótese alguma cogitei apoiar qualquer pessoa que tenha cometido um crime brutal ou participado de alguma forma em ações que prejudiquem outra pessoa. Tenho por princípio que para merecer uma oportunidade é necessário pensar primeiro no bem comum.
 
Além disso, Suzane nunca filiou-se ao PSC e nem deve receber o status de pastora, já que este cargo na igreja evangélica brasileira é ocupado por mulheres que tenham um longo histórico de trabalhos e contribuições para o evangelho.
 
Pastor Marco Feliciano
 
Com informações de MarcoFeliciano.com.br
Siga-nos

Mais do Guiame