"Meu chamado não é ser jogador de golfe, mas participar da Grande Comissão", diz atleta

Mesmo com todo o destaque que Webb Simpson tem tido no esporte, a missão de pregar o Evangelho ainda é maior.

fonte: Guiame, com informações do site Hello Christian

Atualizado: Quinta-feira, 6 Abril de 2017 as 3:32

Após a primeira vitória de Simpson, ele agradeceu seu " Senhor e Salvador, Jesus Cristo". (Foto: AFP).
Após a primeira vitória de Simpson, ele agradeceu seu " Senhor e Salvador, Jesus Cristo". (Foto: AFP).

Webb Simpson é um dos melhores jogadores de golfe do mundo. Um grande vencedor, ele ganhou no Open dos EUA em 2012, e levou seus companheiros de equipe americanos para a vitória na Ryder Cup. Mas existe algo a mais para este esportista do que fama e sucesso. Ele é total seguidor de Jesus, e vê sua posição como uma plataforma para pregar o Evangelho.

Após a primeira vitória de Simpson, ele agradeceu seu " Senhor e Salvador, Jesus Cristo". Recentemente ele deu uma entrevista para o site “The Gospel Coalition” e falou sobre como sua fé afeta sua profissão. "Meu chamado não é ser um jogador de golfe, como todos os outros cristãos. Sou chamado para participar da Grande Comissão - ir e fazer discípulos de todas as nações", diz ele. "Meu contexto vocacional para cumprir esse chamado acontece no golfe", acrescentou.

Simpson continuou: "Eu não nasci para ser jogador de golfe, nasci para ser um filho de Deus. Há uma grande diferença de perspectiva quando eu comecei com isso. Sentindo em ser um filho de Deus, amado pelo Rei, me faz ficar mais focado em ser eficaz onde estou", ressaltou.

Pé no Chão

Como um esportista que está na mídia, brilhando com histórias de sucesso, fama e glória, pode se manter com fé em Jesus? Simpson mantém tudo em perspectiva. "Eu apenas descanso em Deus e no que Ele é. Não pelo o que Ele me deu, mas Ele em si está sempre em meus pensamentos. Eu já tive momentos com minha esposa durante as refeições onde eu derramei lágrimas. Eu já ri de mim mesmo por chorar sobre o golfe", disse ele.

"Sempre que ouço um pássaro cantar, penso em Mateus 6, quando Jesus fala sobre como os pássaros não trabalham nem guardam alimento, pois Deus cuida deles. E quanto mais nós, que somos mais valiosos que os pássaros? Lembro de que Deus é bom e cuida de mim, não importa o que aconteça. Ele está sempre trabalhando para o meu bem, não importa onde eu esteja", finalizou.

veja também