"Meu filho se livrou de um aborto e agora está vencendo o câncer", diz mãe

Atualmente mãe de três filhos, Mary Guzman tem sido um exemplo de fé e determinação com seu testemunho de defesa pela vida (contra o aborto) e agora com a vitória de seu filho contra o câncer. Confira o relato dela no texto abaixo.

fonte: Guiame, com informações do Bound 4 Life

Atualizado: Sexta-feira, 5 Fevereiro de 2016 as 10:29

Em outubro do ano passado, o meu filho 14 anos de idade, foi diagnosticado com câncer melanoma. No entanto, sua história de libertação começa muitos anos atrás, na verdade, antes mesmo de ele ter nascido.

Aos 19 anos de idade, eu já tinha me submetido a um aborto. Quando minha mãe descobriu que eu estava grávida de novo, ela me levou de volta para a clínica de aborto. Mas, sabendo da dor e dos riscos envolvidos, eu não queria acabar com aquela vida que estava se desenvolvendo dentro de mim. Eu queria ficar com o meu bebê.

Nós fomos para lá e para cá, argumentando sobre a vida ou a morte. No final, eu saí da facilidade. Mesmo que eu ainda não tivesse fé, naquele momento eu tomei uma decisão pela vida.

Meses mais tarde, meu filho Damien nasceu em 15 de janeiro - marcado em todo o país, como o dia de Martin Luther King Jr. Acredito que a partilha de um aniversário com o Dr. King não foi casualidade, que disse algo sobre seu futuro.

Oito anos mais tarde, eu viajei para um encontro de milhares de pessoas no National Mall, intitulado 'The Call DC'. Deus me encontrou lá, e nossas vidas foram completamente mudadas.

Quando comecei a liderar nosso grupo local 'Bound4Life' em Dallas (Texas / EUA), Damien e seus dois irmãos também iam e oravam pelo fim do aborto junto comigo.

Damien e seus irmãos usavam fitas com uma mensagem de vida, em inglês e espanhol. Avançando para outubro do ano passado, recebi o diagnóstico devastador. Naquele dia, quando o médico nos deu os resultados, meu coração sofria com uma dor agonizante. "Câncer? Não! Meu filho tem apenas quatorze anos", pensei. Ele ainda tem a faculdade, casamento e filhos no em seu futuro.

Eu não conseguia nem olhar para ele. Por alguns momentos, eu olhei para a parede e falei com Deus. Lembrei a Deus: "Damien escapou de um aborto, e eu acredito que você vai curá-lo do câncer também".

Continuei orando: "Deus, o seu nascimento não foi um acidente. Como o Dr. King, o seu destino está ligado à libertação. Eu oro para que, como Moisés, Você liberte Damien hoje".

Esse foi o dia em que comecei a pensar direito novamente. Com certeza, eu acreditava que Deus tem o poder de curar. Mas naquele dia, isso foi mais verdadeiro do que nunca. Ou a minha fé era real ou eu estava vivendo uma mentira. Desde que eu sabia que Deus era de verdade, era hora de eu agir como tal.

Eu não queria sobrecarregar o meu filho, que eu sei que ele me viu sofrer a dor com ele. Nossa comunidade se reuniu à nossa volta, orando e jejuando comigo. Eles nos apoiaram o tempo todo. Nós nunca estivemos sozinhos.

Durante essas semanas, lembrei-me das vezes que eu estava tomando uma decisão pela vida do lado de fora da clínica de aborto. O que mudou? Nada e tudo.

Gostaria de fazer a oração da 'Life Band' sobre a minha nação com mais paixão do que nunca; assim como na minha adolescência, decidi sair da minha zona de conforto pela vida do meu filho.

O inimigo quer os nossos filhos e eu não vou recuar. Isaías 08:18 afirma: "As crianças a quem o Senhor me tem dado são para sinais e maravilhas".

Sim, meu filho vai ser um sinal da bondade de Deus - Quem sabe como Deus vai usá-lo para trazer a unidade e libertação?
Damien fez uma cirurgia em novembro e agora tem que ir ao médico a cada três meses para check-ups. Nossa jornada ainda não acabou, mas o nosso testemunho é esse: Ele [Deus] é um bom pai!

Mary Guzman é mãe de três filhos e tem sido uma líder de longa data para um grupo do 'Bound4Life International' - um movimento de base que se mobiliza em orações e outras atitudes contra o aborto, divulga o espírito da adoção, e acredita no reavivamento e na reforma. Apaixonada por ministrar às mulheres pós-abortivas como ela, Mary gosta de escrever sobre como Deus está trabalhando na vida das pessoas hoje.

 

veja também