Muçulmanos estão se convertendo ao cristianismo em crise de ebola, diz pastor

Em Serra Leoa, apenas 13% da população é cristã. Apesar disso, esse número vem crescendo devido à crise de ebola na região.

fonte: Guiame, com informações do Gospel Herald

Atualizado: Segunda-feira, 6 Março de 2017 as 1

A organização está pedindo centenas de Bíblias para atender a fome espiritual dos novos cristãos. (Foto: Reuters).
A organização está pedindo centenas de Bíblias para atender a fome espiritual dos novos cristãos. (Foto: Reuters).

A crise do ebola em Serra Leoa tem deixado muitas pessoas famintas pela presença de Deus e pela esperança do Evangelho. A luta pela saúde está fazendo com que centenas de pessoas rejeitem o Islã e abracem o cristianismo, de acordo com um novo relatório.

O pastor de um ministério indígena no país disse à Christian Aid Mission que, embora apenas 13% da população se identifique como cristã - 63% se identificam como muçulmanos e 23% como animistas tribais - o número de crentes está aumentando.

"Tudo o que nos aconteceu como uma nação nos últimos anos, os 11 anos de guerra rebelde e a saga contra o Ebola, tem sido como um mensageiro divino que traz para o nosso povo um sentimento de arrependimento pelos caminhos maus. As pessoas estão recebendo o Evangelho de Jesus Cristo e apropriando-se da misericórdia de Deus", disse Mitford Macauley, do ministério Trinity Gospel (TGM).

"Estamos tendo um trabalho efetivo quando saímos para pregar o Evangelho de Cristo nas regiões não alcançadas, nos distritos rurais de nossa nação, a fim de libertar nosso povo em obediência a Deus", disse.

Avanço do Evangelho

Ele acrescentou: "Este é um momento especial para o avanço do Evangelho em nossa nação através desta visão missionária vibrante. O que precisamos neste momento é mais apoio para que possamos ter mais pessoas, pois não podemos fazer tudo sozinho".

Entre 2014 e 2015, o Ebola infectou mais de 28 mil pessoas na Libéria, Guiné e em Serra Leoa, e matou mais de 11 mil em apenas alguns meses, de acordo com a OMS. Macauley disse que sua organização está trabalhando incansavelmente para cuidar dos cerca de 12 mil crianças órfãs do vírus mortal. Para ajudar a atender a necessidade, a TGM está construindo um orfanato.

"Acreditamos que Deus irá fornecer os fundos necessários para a conclusão deste grande projeto, que se destina a ser o lar de cerca de 60 órfãos do Ebola", disse Macauley. Sua organização também completou recentemente um encontro de seis semanas com 22 aldeias, onde centenas de pessoas, muitas delas sofrendo de algum trauma emocional ou psicológico, vieram a Cristo.

"Todas estas 22 aldeias não tinham igrejas anteriormente, e todas elas nunca ouviram o Evangelho pregado até agora", disse Macauley. "Durante os nossos filmes e campanhas, vimos centenas de pessoas encontrando o poder de Deus em livramento de doenças e enfermidades, e também de possessões demoníacas e opressão. Milhares de pessoas se converteram de seus pecados de imoralidade, idolatria e ocultismo ao Senhor Jesus", finalizou.

Atualmente, a organização está pedindo centenas de Bíblias para atender a fome espiritual dos novos cristãos, duas motocicletas para ajudar na plantação de igrejas e assistência para os custos de alcance mensal, incluindo transporte e comida. O ministério também precisa de ajuda para a construção de igrejas em aldeias onde congregações estão se formando.

veja também