“Muitos que nunca entraram na igreja têm vindo ao teatro”, diz Daniel Araújo sobre Stand Up

Em sua terceira fase de shows no teatro, Daniel Araújo tem alcançado pessoas que não frequentam a igreja com uma mensagem de fé e humor.

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Quarta-feira, 7 Junho de 2017 as 5:08

Daniel Araújo realizou mais uma apresentação com o personagem Paxtorzão. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Corrêa)
Daniel Araújo realizou mais uma apresentação com o personagem Paxtorzão. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Corrêa)

Em sua terceira fase de shows no Teatro Bibi Ferreira, Daniel Araújo realizou mais uma apresentação com o personagem Paxtorzão na noite desta terça-feira (7), em São Paulo.

Com o tema “Você Tem Medo de Quê?”, Daniel mostrou de maneira divertida que é preciso substituir o medo pela fé. Um novo show será feito na próxima terça-feira (13), às 20h30.

“Eu tenho viajado muito e comecei a voltar para igrejas que eu já tinha ido em um tempo muito curto. O pessoal ainda estava com aquela primeira apresentação na mente, então eu acabei criando um outro texto e trouxe para o Bibi Ferreira”, disse Daniel ao Guiame.

Daqui para frente, o público poderá ver as apresentações do Paxtorzão com frequência nos palcos. “A intenção é continuar levando cada vez mais para o teatro. Eu faço muitas igrejas, devido ao ministério de louvor e à parte da ministração, mas eu sei que Deus tem um propósito para mim também no teatro”.

Daniel conta que tem vivido experiências de evangelismo diferentes no teatro. “Muita gente que nunca entrou em uma igreja tem vindo para ver o trabalho por curiosidade. Quero transmitir o humor e a Palavra de Deus através da minha essência. Hoje eu entendo que é isso o que todos nós deveríamos fazer. Evangelizar é muito mais que pregar, tocar ou cantar dentro da igreja, mas é o que você mostra no dia a dia”, afirmou.


Daniel Araújo realizou mais uma apresentação com o personagem Paxtorzão. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Corrêa)

No YouTube, o canal Paxtorzão tem passado por mudanças de formatos. “A internet é um negócio muito rápido. Da mesma forma que você aparece rápido, você desaparece muito rápido”, ele explica.

“Eu não tenho um trabalho viral, nenhum vídeo meu teve 100 mil visualizações em 24 horas, mas eu acabei criando um conceito nesses anos de trabalho. Eu prefiro dessa forma. Trabalhando devagar e que as pessoas entendam o que eu estou querendo passar através dos vídeos”, acrescentou Daniel.

Saindo dos esquetes, Daniel acredita que poderá explorar assuntos com mais profundidade. “Olhando para a câmera, você consegue falar muito mais e tem liberdade para entrar em assuntos que são complicados de explorar em uma esquete. A intenção não é terminar com as esquetes, mas somar mais coisas para ajudar mais pessoas”.

Confira um trecho de sua apresentação:

veja também