Mulher é morta durante o parto em ataque do Boko Haram

"Metade do bebê estava para fora, e ela morreu assim", a testemunha descreveu.

fonte: Guiame, com informações de The Christian Post

Atualizado: Quinta-feira, 15 Janeiro de 2015 as 8:38

 

Militantes do Boko Haram mataram uma mulher que estava em trabalho de parto, durante o massacre que deixou cerca de 2 mil pessoas mortas na cidade de Baga e aldeias vizinhas, na Nigéria. 

"Eles mataram tantas pessoas! Eu vi cerca de 100 mortos em Baga. Eu corri para o mato. Quando estávamos correndo, eles estavam atirando e matando", disse uma testemunha.

Outra testemunha apontou que o Boko Haram matou mulheres e crianças, incluindo uma mulher que estava em trabalho de parto. "Metade do bebê estava para fora, e ela morreu assim", a testemunha descreveu.

Enquanto o governo nigeriano negou que milhares de pessoas morreram no ataque, a imprensa informou que muitas vezes os números são diminuídos para não incitar maior agitação no país.

"De todos os ataques do Boko Haram analisados ​​pela Anistia Internacional, esta foi o maior e mais destrutivo. Ele representa um ataque deliberado contra civis cujas casas, clínicas e escolas estão agora queimados, em ruínas", disse Daniel Eyre, pesquisador da Anistia Internacional na Nigéria. 

Igrejas Queimadas

Os líderes cristãos na Nigéria observaram que várias igrejas também foram incendiadas no ataque da semana passada.

"O número de mortos está aumentado rapidamente, e está cada vez mais claro que os governos da Nigéria, tanto federais como estaduais, estão falhando em sua responsabilidade de proteger vidas inocentes e impedir que estas atrocidades em massa sigam em frente", disse o Pastor Laolu Akande, diretor da Associação Cristã dos Nigerianos.

veja também