Mulher que foi esfaqueada por ex-namorado prega para vítimas de agressão

Melissa foi esfaqueada 32 vezes pelo ex-namorado, mas acabou se casando com o bombeiro que a socorreu. Hoje, ela lidera um ministério que cuida de mulheres que sofreram abusos.

fonte: Guiame, com informações do The Blaze

Atualizado: Segunda-feira, 3 Abril de 2017 as 4:04

O bombeiro Cameron fez o pedido de casamento em 2015. (Foto:
O bombeiro Cameron fez o pedido de casamento em 2015. (Foto:

Melissa Dohme e Cameron Hill se conheceram em uma circunstância bem diferente. Há cinco anos, ela, que tinha 20 na época, recebeu um telefonema de um ex-namorado que queria se encontrar pela última vez. Ela concordou e, quando eles se viram, ele retirou uma lâmina e a esfaqueou 32 vezes. As informações são da CNN.

Se não fosse Cameron Hill, um bombeiro e o primeiro paramédico a entrar em cena, Melissa poderia não ter sobrevivido. Na semana passada, cinco anos depois do doloroso encontro, a jovem que sobreviveu e o bombeiro se casaram.

Em 2013, Cameron contou sobre o resgate em uma entrevista. Ele disse que o ataque foi tão sangrento que "você não saberia dizer a cor do cabelo dela de tanto sangue". "Eu nunca passaria por aquele terrível ataque novamente, mas eu também não mudaria isso por estar onde estou hoje", disse Melissa. "Eu nunca teria conhecido Cameron, então eu acredito que Deus nos uniu assim".

Mudança de Vida

Após o ataque de 2012, Melissa havia perdido tanto sangue que sofreu um derrame e ficou com seu rosto parcialmente paralisado. Mas três semanas depois de ter sido esfaqueada no rosto, costas, braços e ombros, ela se levantou e saiu da reabilitação por conta própria. De lá, ela viajou pela Europa antes de retornar a Clearwater, Flórida, para ser enfermeira.

Um ano depois do ataque, Melissa, que agora trabalha com sobreviventes de abuso doméstico em um ministério de sua igreja, falou em uma igreja local. Ela disse que imediatamente abraçou Cameron antes de trocar os números de telefone e fez planos para se encontrar novamente em sua casa. Melissa confessou que se sentia "estranhamente tonta" ao conversar com Cameron, acrescentando que "tinha esse sentimento por ele".

Naquela noite, Melissa levou um cartão de agradecimento para o bombeiro - algo que ela disse que fez apenas para vê-lo novamente - e conversaram por cinco horas. Dois meses depois, eles estavam namorando. Cameron fez o pedido de casamento em 2015. Agora, com o marido ao seu lado, Melissa dedica sua vida a ajudar vítimas de abuso por meio de seu ministério.

"Minha mensagem para quem se esconde em silêncio é que se você está sendo maltratado, saiba que você não está sozinho, e não é culpa sua", disse. "Entre em contato com o centro local de violência doméstica para obter ajuda sobre como encerrar com segurança o relacionamento, porque acabar com um relacionamento abusivo pode ser muito perigoso", alertou.

veja também