Musical "The Passion" que relata a Paixão de Cristo estará disponível pela Netflix

O acordo com a Netflix foi feito pelo produtor Dick Clark Prods, que está distribuindo o projeto internacionalmente.

fonte: Guiame, Karlos Aires

Atualizado: Segunda-feira, 21 Março de 2016 as 1:35

“The Passion” estará disponível no Netflix internacionalmente no dia 22 de Março. (Foto: Divulgação).
“The Passion” estará disponível no Netflix internacionalmente no dia 22 de Março. (Foto: Divulgação).

Seguindo seu padrão de programação, a Netflix tem ficado longe de eventos ao vivo. Agora a gigante de streaming está apostando em um acordo para se tornar o distribuidor global do especial musical “The Passion” (A Paixão) apresentado por Tyler Perry que foi exibido ao vivo na Fox no último domingo.

“The Passion” estará disponível no Netflix internacionalmente, fora os EUA, no dia 22 de Março, com exceção dos Países Baixos, onde o conceito foi originado. Lá, o especial dos EUA estará disponível a partir do dia 25 de março. A versão holandesa de “The Passion”, criado por Jacco Doornbos e a Eye2Eye Media, tem sido produzida anualmente desde 2011 e tem ido ao ar durante os últimos cinco anos consecutivos, comandando uma quota de mercado de 46% em 2015.

O acordo com a Netflix foi feito pelo produtor Dick Clark Prods, que está distribuindo o projeto internacionalmente.

Apresentado e narrado por Perry, o musical aconteceu ao vivo em New Orleans no Domingo de Ramos (20) às 20h (aqui no Brasil, às 21h, por conta do fuso-horário). O espetáculo é imerso nos dias atuais, mas conta a história das últimas horas da vida de Jesus Cristo na terra através de passagens da Bíblia e uma variedade de música popular, cantadas pelo elenco que foi organizado pelo produtor executivo e produtor da música Adam Anders (Glee).

Para protagonizar o especial, foi escolhido o cantor e ator Jencarlos Canela como Jesus Cristo, Chris Daughtry como Judas, Prince Royce como Peter, Seal como Pôncio Pilatos e Trisha Yearwood, como Maria, mãe de Jesus, além de Shane Happer e o cantor cristão Michael W. Smith como discípulos de Jesus.

Os cinco melhores momentos

1. A incrível abertura do musical com Yolanda Adams e sua poderosa voz cantando uma versão gospel do hit “When Love Takes Over” que fez sucesso por meio do DJ David Gueta. No Brasil, a canção foi inserida na lista de estreias da rádio Felicidade, transmitida no sul da nação.

2. A cantora Trisha Yearwood, que retratou Maria, mãe de Jesus, cantou “My Love Is Your Love” de Whitney Houston e Broken da banda Lifehouse (mais conhecida pela música “Everything” que foi pano de fundo para pantomimas em igrejas em vários países).

3. A arrebatadora aparição de Michael W. Smith na música “Love Can Move Mountains” onde Jesus se encontra com seus discípulos. Você pode conferir a performance no final dessa matéria.

4. Chris Daughtry como o discípulo traidor, judas, cantando “Bring me to Live” da banda Evanessence, música que foi muito tocada nas rádios evangélicas do Brasil por possuir uma letra caracteristicamente cristã.

5. Uma imensa cruz brilhante que foi carregada durante um longo percurso em todo o musical até chegar ao palco principal de Nova Orleans.

Confira a participação de Michael W. Smith no musical “The Passion”

veja também