"Não se conformam com minha vitória na Justiça", diz Marisa Lobo sobre petição movida contra ela

No texto da petição há acusações de que a psicóloga tenha novamente ferido o código de ética do Conselho de Psicologia e de alguma forma tenha feito alusão à "Cura Gay".

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 4 Dezembro de 2014 as 5:17

"Não se conformam com minha vitoria na Justiça", diz Marisa Lobo sobre petição movida contra elaApós sua participação no programa "Casos de Família" - ao final de outubro deste ano - a psicóloga Marisa Lobo passou a ser alvo de uma petição que exige que "ela se retrate por suas declarações" dadas durante aquela edição.

A psicóloga foi convidada pela equipe do programa para participar de uma edição na qual o tema "Cura Gay" estava sendo discutido.

Em seu discurso, a própria psicóloga destacou que o termo "Cura Gay" está incorreto, pois não enxerga a homossexualidade como uma doença (bem como a psicologia tem se posicionado sobre o assunto).

"Nós aceitamos a pluralidade sexual e, com base nesta pluralidade é que o meu paciente manda na terapia. Quem manda na minha terapia não é o Conselho de Psicologia, mas sim o meu paciente. A ele é dado o direito de sigilo e de escolha. Então se ele chega ao meu consultório com um sofrimento psíquico, eu vou atender a este sofrimento, ainda que seja o desejo dele, mudar sua condição, opção e orientação", disse.

Porém, o texto da petição afirma que o discurso de Marisa foi "contraditório".

"Embora a referida Marisa Lobo tenha afirmado que Homossexualidade não é doença e por isso não tem cura, ela afirmou que pessoas podem ser tratadas para a reversão de sua orientação", diz o texto.

Falando com exclusividade ao Guiame, Marisa destacou que esta é apenas mais uma tentativa de desestabiliza-la emocionalmente e não vê qualquer motivo plausível para esta petição.

"É um abuso....uma perseguição absurda... perderam a noção do ridículo! A anulação do meu processo pela justiça prova que estes ativistas estão vergonhosamente me perseguindo. Creio que isto já tenha passado dos limites da sanidade mental", disse.

Marisa também afirmou que esta seria mais uma manifestação de ativistas LGBT em resposta à recente decisão judicial, que anulou a cassação de seu registro profissional.

"Eles atrapalham minha vida pq não se conformam com minha vitória na Justiça. Tenho pena. Querem aparecer nao sabem como. Quem assistiu ao programa, viu que nao falei nada de mais", desabafou.

Caso queira assistir ao programa que contou com a participação de Marisa Lobo, clique aqui.

Por João Neto - www.guiame.com.br 

veja também