"Não vamos permitir a desconstrução da Família", diz Magno Malta após suspensão do PL 470

O senador se posicionou contra a votação do Projeto de Lei 470/2013, que propunha rever os conceitos de família, incluindo a união homoafetiva como uma forma de relação familiar.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 13 Novembro de 2014 as 10:04

"Não vamos permitir a desconstrução da Família", diz Magno Malta Na última quarta-feira, 12/11, a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) suspendeu a votação do Projeto de Lei (PLS 470/2013), conhecido como "Estatuto das Famílias". Agora a proposta de autoria da senadora Lídice da Mata (PSB-BA) será submetida a audiências públicas para que a sociedade possa debater o seu conteúdo.

Entre os fatores que geraram a indignação de representantes cristãos, como o senador Magno Malta (PR - ES), estava o reconhecimento da união homoafetiva como entidade familiar.

Após o senador João Capiberibe (PSB-AP), apresentar relatório favorável à aprovação, Magno Malta que a proposta fosse analisada com mais profundidade, pois é apresentada em um texto complexo, com 303 artigos.

Lídice da Mata (autora do projeto) afirmou que compreende a necessidade de mais análises e afirmou que a proposta estará aberta a debates.

Mídias Sociais
Após ter a votação do Projeto de Lei suspensa, o senador Magno Malta publicou um vídeo em sua página oficial do Facebook e afirmou que

"O pretexto de 'Estatuto da Família', com 303 artigos, que ia ser votado hoje na CDH, na verdade é para desconstruir as famílias de todas as ordens. Nós tiramos de pauta! Não será votado, porque não vamos permitir a desconstrução da família", afirmou.

Com informações da Agência Senado / www.guiame.com.br 

veja também