"Não vi graça nessa conversa de botequim", diz Marco Feliciano sobre ironias de Lula com pastores

O parlamentar destacou que as 'ilustrações' de Lula foram uma tentativa de desviar a atenção dos grupos sindicais, já insatisfeitos com o governo petista.

fonte: Guiame

Atualizado: Domingo, 24 Maio de 2015 as 10:20

Marco Feliciano (PSC-SP) é deputado federal e integrante da Comissão de Direitos de Humanos e Minorias da Câmara. O parlamentar tem-se destacado, entre outros projetos, pela defesa dos Direitos da Família tradicional.
Marco Feliciano (PSC-SP) é deputado federal e integrante da Comissão de Direitos de Humanos e Minorias da Câmara. O parlamentar tem-se destacado, entre outros projetos, pela defesa dos Direitos da Família tradicional.

No último sábado (23), o deputado federal Pastor Marco Feliciano fez coro com Silas Malafaia e criticou os comentários irônicos feitos pelo ex-presidente Lula sobre líderes evangélicos, durante uma reunião com líderes sindicais, em SP.

Segundo o parlamentar, as 'ilustrações' do petista foram uma tentativa de desviar a atenção dos grupos aliados ao Partido dos Trabalhadores, que têm mostrado frieza e frustração com o governo atual.

"Ao perceber a frieza da plateia composta de sindicalistas, seus pares e seguidores, consequência de sua traição aos ideais dos trabalhadores e ter patrocinado a eleição de sua sucessora, que faz um governo eivado de erros e mal feitos, onde ex Ministros de seu governo e tesoureiros de seu Partido estão presos por corrupção, tentou fazer graça e para a vil empreitada se lembrou dos Evangélicos. Com falsa impressão de estar sendo engraçado citou que deviam aprender com os Evangélicos a sempre culpar o diabo pelas agruras da vida", disse Feliciano.

"Tudo isso confirma declarações do Senhor Lula em conversas com Políticos em Brasília de que não atravessa uma boa fase preocupado com os desdobramentos da Operação Lava Jato da Polícia Federal, com as delações premiadas de seus amigos das Construtoras que podem atingir além de membros próximos de seu círculo de governo mas até mesmo a sua pessoa".

Feliciano também lembrou e ironizou alguns fatores ainda não explicados sobre propriedades das quais Lula desfrutaria de forma ilegal.

"Sugiro que este Senhor tire um tempo sabático naquele sítio em Atibaia que todos dizem ser seu inclusive os operários que trabalharam na reforma, mas na verdade está em nome de um sócio de seu filho, por sinal muito bonzinho e benemerente, servindo aquele tradicional churrasco Friboi, e deixe os Evangélicos em paz", disparou.

 

veja também