Nigéria fecha cerca de 70 igrejas por serem “barulhentas demais”

A ação controversa começou em 2007. A cidade fechou 10 igrejas até 2009 e, em 2014, fechou mais 24 congregações.

fonte: Guiame, com informações de Christian Examiner

Atualizado: Terça-feira, 19 Julho de 2016 as 5:24

Nigéria fecha cerca de 70 igrejas por serem “barulhentas demais”. (Foto: AFP)
Nigéria fecha cerca de 70 igrejas por serem “barulhentas demais”. (Foto: AFP)

Cerca de 70 igrejas foram fechadas no final de junho por serem consideradas muito “barulhentas” na cidade mais populosa da África — Lagos, na Nigéria.

A ação controversa começou em 2007, de acordo com o jornal nigeriano Vanguard. A cidade fechou 10 igrejas até 2009 e, em 2014, fechou 24 congregações.

Bola Shabi, um funcionário da Agência de Proteção Ambiental de Lagos, disse que é parte de uma meta tornar a cidade "sem ruídos" até 2020.

"Nós estivemos tão estritos que não iremos permitir igrejas improvisadas no estado por mais tempo", disse Shabi ao Vanguard. "O que quero dizer com improvisadas são igrejas que usam tendas e prédios inacabados".

O governo investiga incidentes quando são registradas queixas de vizinhos, relatou a agência Associated Press.

A cidade também foi fechou alguns hotéis, mesquitas e clubes noturnos, embora as igrejas sejam as maiores afetadas.

"Não é certo que mesquitas e igrejas perturbem outras pessoas com o ruído de suas atividades, simplesmente porque elas estão adorando a Deus", disse Tunji Bellow, comissário da cidade para o Meio Ambiente, em 2014. "A adoração a Deus não deve acontecer com tanto desconforto para os outros.”

veja também