Ninguém que nasceu "assim", acostumou-se assim, precisa morrer assim

Hoje, já na metade da jornada, começo a aceitar o fato incômodo de que haverei de me converter muitas vezes até o fim...

fonte: Guiame, Alexandre Robles

Atualizado: Quarta-feira, 25 Março de 2015 as 10:31

Mudar é preciso
Mudar é preciso

Sou um homem de fé. Creio que nós os humanos podemos mudar. Creio nisso por causa da flexibilidade que vejo em minha própria alma. Hoje, já na metade da jornada, começo a aceitar o fato incômodo de que haverei de me converter muitas vezes até o fim.

Conversões doem, pressupõe exposições à verdade. Mas não há remédio pra mim, terei de conviver com as transformações pessoais, fundamentadas em perdas, mortes, descontruções profundas, pois a alternativa mortal a este processo mortífero seria a inabalável sustentação de um ser incapaz de mudar, de crescer.

Estou condenado a ter fé na mudança de um ser humano, pois não consigo olhar qualquer pessoa, especialmente os que mais de perto olho, sem a expectativa de que possam mudar, crescer, se adaptar. Olho todos com a mesma fé com que olho pra mim.

Sim, minha expectativa não é menor do que esta imensa capacidade que carregamos de despir-nos do velho a fim de receber o novo. Ninguém que nasceu "assim", acostumou-se assim, precisa morrer assim. Sou um homem de expectativas, pois sou um homem de fé.


.

veja também