Novos ou antigos, templos evangélicos chamam a atenção por sua arquitetura, no MT

Seja pelo tamanho ou pelo valor histórico, igrejas como a Assembleia de Deus e a Presbiteriana Central de Cuiabá constam atualmente no roteiro turístico da cidade.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Sexta-feira, 5 Dezembro de 2014 as 1:12

Novos ou antigos, templos evangélicos chamam a atenção por sua arquitetura, no MTA moderna arquitetura grande templo da Assembleia de Deus, em Cuiabá consegue chamar a atenção e ser visto de longe.

Com a aparência de um ginásio esportivo, o prédio da igreja abriga atualmente, não só o espaço para os cultos, mas também um estúdio para a transmissão de programas de rádio, salas para reuniões, uma livraria, uma escola de ensino fundamental para mais de 500 aliunos e até uma faculdade. São cinco andares e 28.500 metros quadrados de área construída.

A imponência da arquitetura do local acabou tornando o templo, um dos pontos turísticos da cidade.

"Nós temos atualmente cinco cursos: administração, pedagogia, teologia - que é o carro chefe - e dois cursos na área de tecnologia. A faculdade funciona principalmente à noite e temos atualmente, em torno de 950 alunos, entre graduação e pós-graduação. Ela é aberta para toda a comunidade e se guia dentro dos valores espirituais da Bíblia Sagrada", informou Mauro Márcio Oliveira, diretor geral da faculdade.

Porém o pastor Rubens Siro de Souza lembrou que o grande templo ainda tem como objetivo principal, ser um ponto de

Novos ou antigos, templos evangélicos chamam a atenção por sua arquitetura, no MTencontro para os cerca de 300 mil fiéis da Assembleia de Deus Estado do Mato Grosso. A denominação está presente em todos os municípios do Estado.

"É um espaço próprio para reuniões, cultos e grandes eventos. Cantores e pregadores de outros lugares são convidados a vir para cá e o povo chega em grande número... aos milhares", explicou.

O grande templo da Assembleia de Deus em Mato Grosso é o segundo maior templo coberto da América Latina e tem capacidade para 15 mil pessoas confortavelmente sentadas em seu espaço reservado para os cultos.

Novos ou antigos, templos evangélicos chamam a atenção por sua arquitetura, no MTTradição e história
Apesar do seu não tão expressivo tamanho, outra igreja da capital do Mato Grosso consta no roteiro turístico da cidade. Fazendo parte da história da cidade, a Igreja Presbiteriana Central foi o primeiro templo protestante construído em Cuiabá, no ano de 1921.

Mesmo tendo sido reformada mais recentemente, no ano 2000, parte da estrutura original da igreja foi conservada.

"Quando foi-se fazer esta reforma, no ano 2000, apenas a parte interna foi trabalhada, mas a parte externa ficou intacta", contou o pastor e historiador Sérgio Ribeiro Santos.

Atualmente, o templo histórico da Igreja Presbiteriana Central só recebe cultos duas vezes por semana: aos domingos de manhã e nas quintas à noite. Nos outros dias / horários, as programações ocorrem em um novo templo, mais moderno e mais espaçoso. Apesar do novo local adquirido, os membros da denominação preservam as memórias do antigo templo e fazem questão de participar das programações no local histórico.

"Eu praticamente fui criado nesta igreja. Toda a minha família frequentou aqui. Além de ser histórica para a cidade, é histórica para mim também", contou o funcionário público, Alinor de Almeida.

Com informações do Bom Dia MT

www.guiame.com.br 

 

veja também