O amor de Deus não é um mero sentimento ou conexão emocional. O amor de Deus não é afeição

Quando amamos alguém, nós lhe enviamos presentes e flores e lhe escrevemos cartas. Deus fez tudo isso! Ele enche o mundo todo com presentes e flores e escreve Seu amor nas estrelas do céu e na poesia de tudo que é belo

fonte: Guiame, Reinhard Bonnke

Atualizado: Quinta-feira, 21 Maio de 2015 as 9:51

amor de Deus _ imagem ilustrativa
amor de Deus _ imagem ilustrativa

Nós normalmente pensamos em três dimensões, um mundo tri-dimensional, largura, comprimento, profundidade. Mas a quarta dimensão envolve a todos nós; é o amor de Deus. Ele cuida de nossa natureza tri-dimensional, corpo, mente e alma.

Seu amor cuida de toda criatura vivente. Ele nos alimenta e satisfaz. Ele nos ama no mais profundo de nossas personalidades, na largura de nossas vidas e na altura de nossas necessidades.

Sentamo-nos nesse banquete desfrutando de uma experiência em quatro dimensões, comida, vida, consciência e Sua amizade. Nós temos mais do que comida, vida mortal e comunhão, mais do que bolos e apertos de mão. Deus nos alegrou mais do que pela experiência de Seu amor, uma quarta satisfação, invisível e transcedente.

O amor de Deus não é um mero sentimento ou conexão emocional. Tampouco é um relacionamento por obrigação quando como amamos um pai porque é o nosso pai, ou filhos que nos amam simplesmente por serem nossos filhos. É o contrário com Deus. Ele nos fez porque nos amou, antes de nascermos.

O amor de Deus não é afeição. Quando amamos alguém, nós lhe enviamos presentes e flores e lhe escrevemos cartas. Deus fez tudo isso! Ele enche o mundo todo com presentes e flores e escreve Seu amor nas estrelas do céu e na poesia de tudo que é belo. Mas, mais do que isso, muito mais do que isso. O amor de Deus penetra nossos frios corações derramado pelo Espírito Santo. É o amor mais próximo e pessoal. Deus lhe abençoe.

 

veja também