O calvário é quem melhor sabe contar sobre a maior prova de amor

Expiação, justificação, redenção, reconciliação, perdão, poder, sobretudo AMOR, ecoarão daquela cruz, que pra lá de histórica, era eterna, era desde antes da fundação do mundo.

fonte: Guiame, Bruno Brandão

Atualizado: Quinta-feira, 9 Abril de 2015 as 3:38

Prensado e pisado como em um lagar... Abandonado como um ninguém em desidentificação... Traído como um culpado em desafeto... Julgado como um impostor em conspiração... Torturado como um animal em abate... Tramas, armações, agonias dilacerantes, tristezas indizíveis foram os motes da noite do Senhor.

Enquanto eu e você dormíamos, Ele via sua vida e dignidade carcomida pelos homens. Seus algozes - a essa hora (pouco mais de 07 da manhã), já deviam ter batido à porta de Pilatos para armar e formalizar o julgamento.

O caminho seria, a partir de então, Herodes e o Pretório, seguido de morte - a pior delas. Alvoroçada e com densas núvens se formando estava Jerusalém naquela fatídica manhã.

Sabemos que tudo culminará, ao meio dia, com sua crucificação. Uma via dolorosíssima o aguarda... Ela desfalecerá nela por algumas vezes até que... Sacrificado como Cordeiro Pascal será!

O mais orgulhoso de todos os homens, o mais vaidoso de todos os homens, o mais mentiroso de todos os homens, o mais vil de todos os homens, o mais promíscuo de todos os homens será morto naquele cruz.

O pior dos pecadores, ali, morrerá! Ele assim se fez, assim se tornou, tomando sobre si o que de mais horrendo havia em mim e em você.

Castigado será, não por sua culpa, mas pelas nossas culpas que, assumidas por Ele em toda graça e misericórdia, próprias somente de um Deus Amor, torna-lo-ão digno de morte - réu eterno.

Expiação, justificação, redenção, reconciliação, perdão, poder, sobretudo AMOR, ecoarão daquela cruz, que pra lá de histórica, era eterna, era desde antes da fundação do mundo (1Pe, Ap).

Pense nisso tudo e em seus efeitos para a vida... Reflita neste drama e permita-se atingir por toda paixão ali revelada e manifesta... As implicações espirituais na alma de quem crê são e devem ser profundas, verdadeiras e definitivas a partir de tudo o que aconteceu no Calvário.

Como diz o poeta: "Ele [O Calvário] é quem melhor sabe contar sobre a maior prova do amor de Deus".

Livres da morte, do julgo, da condenação, da culpa, do medo, do diabo, do pecado, das opressões da mentira, dos ditames da carne, do caminho em julgo e peso... Livres de tantas coisas... Arrependido de tantas coisas!

Perdoa-me Senhor e eternamente grato serei pelo legado da cruz em minha vida e na vida dos homens de bom e crédulo coração!

 

 

veja também