"O julgamento de Deus virá sobre esta nação se não se arrependerem", afirma Franklin Graham

Quando perguntado por que ele acha que o casamento gay é uma ameaça à sociedade, Graham disse que "vai contra o que Deus ensina".

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Segunda-feira, 15 Fevereiro de 2016 as 11:44

Divulgação
Divulgação

Durante a conferência “Decision America Tour” em Atlanta nesta semana, o reverendo Franklin Graham disse a uma estação de notícias local que o juízo de Deus está vindo sobre a América porque o país está indo contra a Sua lei.

Graham, que dirige a Associação Evangelística Billy Graham, recebeu uma série de perguntas pelo meio de comunicação sobre o casamento gay. "A Bíblia não ensina a segregação, mas a Bíblia é muito clara sobre a homossexualidade. É muito clara. Então você não pode argumentar com isso. A segregação foi algo que os homens trouxeram e não Deus", disse o reverendo.

Quando perguntado sobre segregacionistas que no passado usaram a Bíblia para justificar seu ponto de vista, o pregador evangélico respondeu: "Bem, você pode me mostrar na Bíblia onde diz 'segregação'? Você pode me mostrar 'tu serás segregado'? Não, isso não está lá. Essa é apenas uma segregação criada pelo homem e não por Deus", ressaltou.

Graham falou contra o que ele vê como um "ataque moral" sobre a América, que tem influenciado os votos dos evangélicos nas eleições. Ele também identificou a legalização do casamento gay como uma das maiores "falhas" do país.

Sociedade

Quando perguntado por que ele acha que o casamento gay é uma ameaça à sociedade, Graham disse que "vai contra o que Deus ensina. E sempre que se opõem a Deus, é um perigo para a sociedade, eu posso te garantir isso", pontuou.

Graham foi questionado se uma pessoa gay desestabiliza a sociedade. "Agora você está me perguntando sobre uma pessoa, ou você vai ser geral como eu estou falando? Em qualquer momento que você adotar leis que são contrárias às leis de Deus, nós, como uma nação ou como pessoas, estamos em apuros. Qualquer lei que é contrária à lei de Deus é o problema", afirmou.

Graham argumentou ainda que as pessoas que afirmam que os homossexuais casados estabilizam a sociedade são "mentirosas". "Isso vai contra a lei de Deus, e isso só vai enfraquecer a sociedade e enfraquecer-nos como um povo. Portanto, isso é uma mentira", acrescentou.

Em junho, após a decisão da Suprema Corte para derrubar a proibição do casamento entre homossexuais, Graham avisou que os cristãos norte-americanos precisariam estar preparados para enfrentar perseguição. "Nossa nação tem um problema espiritual e precisamos do perdão de Deus, precisamos nos arrepender de nossos pecados e nos converter, porque eu acredito que o julgamento de Deus virá sobre esta nação", disse o líder evangélico na época.

veja também