O que Jesus faria diante da morte de cristãos por terroristas?

5 versículos bíblicos revelam como Jesus enxerga o ISIS (Estado Islâmico do Iraque, Síria e Líbano)

fonte: Guiame

Atualizado: Sexta-feira, 12 Setembro de 2014 as 11:59

O ISIS (Estado Islâmico do Iraque, Síria e Líbano) não precisa de mais nenhuma explicação -  sabemos que é o mal personificado. Então, qual deve ser a atitude de um cristão que vive no Ocidente? Se tivéssemos a chance de falar com um dos nossos representantes no Congresso sobre o ISIS, o que podemos incentivá-los a fazer? Como "povo do livro" (nome que muçulmanos dão para os seguidores de Cristo), qual deve ser a nossa postura?

Ao contrário dos governantes, Jesus tinha uma estratégia. Ele viveu sob pressão de fanáticos (homens que seriam considerados "terroristas" na época) e não podemos esquecer: ele foi morto. Então, Jesus conhecia a dor, o sofrimento, a perseguição e o terrorismo. E ele tinha estratégias para lidar com esses inimigos. Aqui apontaremos cinco:

1. "Tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão."

Existem vigas nos olhos do Ocidente? Onde o ISIS compram suas armas, por exemplo? Além disso, se a igreja tivesse pregado as boas novas de Jesus no mundo árabe nos últimos anos, será que muitos dos meninos - que hoje são homens do ISIS - estariam fazendo o que fazem agora?

2. "Bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem, e os vossos ouvidos, porque ouvem."

Precisamos ver, ouvir e entender - essa é a parábola do semeador. Podemos não gostar deles, e não querer compreendê-los, mas faça a pergunta: 'Porque é que existe um ISIS?' Se você estivesse no lugar deles, estaria tentado fazer algo semelhante? Se você tivesse crescido em um país sem nenhuma oportunidade econômica ou de ensino, e alguém te entregasse uma arma dizendo: "Nós podemos tomar o que deveria ter sido nosso", você seria tentado? É fácil dizer 'não', mas você tem certeza?

3. "Lançai a foice, porque já está madura a seara."

Quem tentou levar a eles as boa novas? Saulo era um terrorista antes que de se tornar Paulo - ele matava os cristãos como ISIS está fazendo hoje. Há sempre esperança. A boa notícia é o poder de Deus para a salvação. Não acreditamos na salvação desse povo? Quem está disposto a ir até lá?

4. “Se alguém lhe bater numa face, ofereça-lhe também a outra. Se alguém lhe tirar a capa, não o impeça de tirar-lhe a túnica.”

Jesus estava envolto pela cultura do Oriente Médio. Ele entendia o poder da vergonha, e emprega isso de forma brilhante: "Oferecer a outra face" não significa ser passivo, mas é uma maneira de forçar o homem que atacou primeiro a pensar sobre o que ele estava fazendo antes de golpear novamente. "Tirar a túnica" e mostrar a nudez é uma enorme vergonha para quem vê - não para aquele que a tirou. É a maneira inteligente de concessão ao poder de Jesus. Gastar bilhões de dólares para encontrar formas criativas de envergonhar o ISIS nos faria melhorar no que?

5.  “Amem, porém, os seus inimigos, façam-lhes o bem e emprestem a eles, sem esperar receber nada de volta.”

As palavras de Cristo - amar, abençoar e dar aos nossos inimigos - são estratégias a longo prazo. Podemos não gerar mudanças na situação atual, mas podemos gerar resultados na próxima geração. Quem são as crianças que estão jogando futebol nas ruas sujas do Afeganistão, Somália e Paquistão? Elas poderiam se tornar homens de negócios, mulheres de sucesso, ou o próximo membro do ISIS? Quando falamos em amar, abençoar e dar ao inimigo, falamos de desenvolvimento e oportunidades. Será que estamos levando a reforma econômica e educacional a sério em países como o Iraque, a Síria e o Afeganistão? Se não, por que não?

O amor que Deus oferece ao mundo, em Cristo, não é covarde - é uma grande afronta para os sistemas do nosso tempo que clamam por sangue e vingança. O caminho de Jesus é o caminho mais difícil. Optar pelo perdão, pelo amor e por 'dar a nossa vida' é o caminho mais difícil diante de inimigos reais. O mal é real. Mas o amor é muito mais poderoso.

 

Com informações de Huffpost

www.guiame.com.br

 

veja também