O que os cristãos devem fazer diante de um governo corrupto?

Paulo foi preso e chicoteado várias vezes por pregar que Jesus Cristo era o único Senhor, título este que era do César (Imperador)

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quarta-feira, 19 Novembro de 2014 as 9

O que os cristãos devem fazer diante de um governo corrupto?Claro, tem uns mais corruptos que os outros. Os cristãos do séc. I viviam debaixo do Império Romano, baseado na força militar tendo como cabeça um homem considerado deus. Os povos dominados pagavam pesados impostos e à exceção da tolerância dada aos judeus, todos tinham que participar do culto ao imperador. Estes impostos eram usados para sustentar o império e o luxo do palácio de César e sua família, além dos nobres de Roma. Em que pese senadores que clamavam por justiça e honestidade, o sistema era corrompido até à alma.

Os cristãos eram orientados a orar pelas autoridades - o que incluía o imperador - e pedir a Deus uma vida em paz, para que pudessem ganhar o pão de cada dia. Eram orientados a pagar os impostos, honrar o rei e a obedecerem às leis.

Contudo, eram alertados a resistir ao poder público quando o mesmo os quisesse obrigar a ir contra Cristo. Assim, os apóstolos desobedeceram às ordens do Sinédrio de que não falassem mais de Cristo em Jerusalém, e foram presos por isto. Paulo foi preso e chicoteado várias vezes por pregar que Jesus Cristo era o único Senhor, título este que era do César. E centenas de cristãos anônimos morreram nas areias do Coliseu romano, nas mãos de gladiadores e nas garras de feras, por se recusarem a adorar o imperador.

Apesar da corrupção do governo, da roubalheira denunciada e das mentiras contadas, os cristãos ainda deveriam orar pelas autoridades, pagar seus impostos e obedecer às leis do nosso país. Não deveriam insultar a presidente, mas orar por ela. E isto feito, usar de todos os recursos legais e permitidos na democracia para buscar mudanças.

E se as mesmas não forem possíveis, continuar a servir a Cristo do mesmíssimo jeito, anunciando o Rei da Glória e seu Reino vindouro de justiça e paz a todos que se arrependerem de seus pecados e se submeterem a Ele como o verdadeiro Senhor e Rei do universo.

O governo de Cristo é eterno. O de homens, não.

Por Augustus Nicodemus

veja também