"A oração diária me ajudou a superar meus medos", diz ginasta cristão

O jovem cristão sofreu uma lesão no ano passado e ficou com medo de não conseguir se recuperar a tempo para as Olimpíadas. Mas sua fé o ajudou a superar mais este desafio.

fonte: Guiame, com informações do site Christian Headlines

Atualizado: Quinta-feira, 11 Agosto de 2016 as 9:38

Dalton disse que sua fé, combinada com orações diárias, o ajudou a superar seus medos sobre os concorrentes. (Foto: Reprodução).
Dalton disse que sua fé, combinada com orações diárias, o ajudou a superar seus medos sobre os concorrentes. (Foto: Reprodução).

O ginasta olímpico Jake Dalton carrega sinais de sua fé cristã por onde passa. O jovem de 24 anos afirma que suas orações diárias o ajudam a vencer seus medos. Ele participou das Olimpíadas em 2012 e desde então se tornou um medalhista mundial e já ganhou mais de 10 medalhas nacionais.

O atleta cristão, natural de Reno, Nevada (EUA), cresceu praticando esportes diferentes, mas sempre havia focado no baseball. Ele acredita que a intervenção divina o levou a praticar a Ginástica Olímpica.

"Meu treinador de beisebol me disse para fazer ginástica, porque ele iria me ajudar", disse. O jovem leva consigo um cordão favorito na forma de um sino com as palavras do Salmo 28: 7: "O Senhor é a minha força."

Dalton teve um problema físico desde os Jogos Olímpicos de Londres. Ele teve que passar por uma cirurgia, no ano passado, por uma lesão no ombro. "O meu maior medo era não ser capaz de me recuperar a tempo e me preparar para as Olimpíadas”, lembrou.

Dalton disse que sua fé, combinada com orações diárias, o ajudou a superar seus medos sobre os concorrentes. "Isso tudo é muito assustador, então eu realmente oro durante a maior parte do meu treino", disse ele.

Suas orações lhe ajudam a se acalmar. "Se eu estou um pouco nervoso para fazer alguma coisa, as orações me permitem colocar minha confiança e minha fé em Deus e me ajuda a obter um treino melhor”, comentou.

Por causa de sua agenda ativa, Dalton não consegue ir à igreja com muita frequência. Mas o jovem disse que ele e sua esposa, Kayla, participam da “JourneyChurch”, uma congregação evangélica em Norman, Oklahoma (EUA). Outra alternativa que o casal pratica é assistir transmissões ao vivo dos cultos, via livestream.

Enquanto se prepara para correr e buscar o salto perfeito, Dalton disse que vai continuar se concentrando na fé ao invés do medo.

"Normalmente, você tem medo de se machucar, por isso o meu processo de pensamento é: Se o plano de Deus for que eu fique ferido, então Ele tem uma razão para isso e eu devo ficar mais forte", disse. "Eu estou pronto para colocar a minha fé e sei que Deus vai me manter seguro", finalizou.

veja também