Organização ateísta entra com ação judicial contra os Gideões Internacionais, nos EUA

O motivo da ação seria justamente uma atividade realizada pela organização há décadas: a distribuição de bíblias em escolas.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Segunda-feira, 22 Dezembro de 2014 as 10:28

Organização ateísta entra com ação judicial contra os Gideões Internacionais, nos EUAUma escola de ensino fundamental no Estado da Georgia (EUA) permitiu que exemplares da Bíblia fossem distribuídos aos seus alunos, na semana passada, mas o que poderia continuar sendo um sério trabalho evangelístico exercido pelos Gideões em todo o mundo, soou a alguns pais e ateus como uma violação da separação entre Igreja e Estado.

A organização ateísta "Freedom From Religion Foundation" (FFRF) ("Fundação Livre de Religião") contatou o distrito de Bartow há dois anos pelo exercício da mesma prática. O advogado da FFRF, Andrew Seidel disse que o superintendente distrital John Harper se comprometeu a acabar com a atividade (distribuiçao de bíblias) em 2012.

Na última quinta-feira (18/12), os Gideões Internacionais distribuíram Bíblias durante uma das aulas na Escola "Cloverleaf". Jessica Greene - mãe de um dos alunos - irritou-se ao saber da distribuição, quando viu que o seui filho, Leo, trouxe o exemplar da Bíblia para casa.

"Eu fiquei chocada quando vi que o sistema escolar fez isso", disse ela. "Eu tentei entrar em contato com o superintendente. Ele não retornou minha ligação."

Leo descreveu como a distribuição da Bíblia ocorreu.

"Nós estávamos na sala de aula, a professora disse que essas pessoas tinham se oferecido para distribuir Bíblias, e ela disse haveria uma fila na biblioteca", explicou ele.

A distribuição de bíblias foi comparada pela FFRF a "empresas de tabaco tentando receber as crianças quando elas são jovens" e disse que se continuasse haveria uma ação judicial.

Nenhum comentário foi recebido do Superintendente dos Gideões Internacionais ou da diretoria da escola "Cloverleaf", no que diz respeito à controvérsia.

Com informações do Christian Today

*Tradução por João Neto - www.guiame.com.br 

veja também