Padres participam de reunião no Templo de Salomão

Bispo Edir Macedo convida padres para mostrar que a igreja “não tem preconceitos, nem inimizades”.

fonte: Guiame

Atualizado: Sábado, 6 Setembro de 2014 as 5:35

Padres da igreja católica foram convidados pelo bispo Edir Macedo para uma reunião “multidenominacional” no Templo de Salomão, na manhã do último sábado (30). Para a Igreja Universal do Reino de Deus, a confraternização em torno da adoração contraria qualquer ideia costumeira de inimizade, reunindo pessoas sem preconceitos.

“Estava curioso por vir aqui, e foi um privilégio receber este convite. Como em Israel o Templo não existe mais fisicamente e só ouvimos falar dele na Bíblia, agora podemos ver com nossos próprios olhos”, disse o padre Cássio Fernando, da Capela do Espírito Santo. Seu colega da mesma igreja, padre Paulo Correia, considerou “uma honra louvar a Deus na casa de outros irmãos que pregam e vivem a Palavra de Deus”. Os dois estavam acompanhados de outro padre, Joelson Rocha, que disse sobre o culto: “maravilhoso momento na presença de Deus”.

“A Universal faz valer o seu nome com essa reunião, unificando aqui, hoje, todas as igrejas com o foco no serviço a Deus, que olha por todos nós”, disse o missionário Josenildo Adelino, pastor que compõe o Conselho Federal das Assembleias de Deus.

Ao fim do culto, o bispo Macedo orou para que Deus unificasse a igreja, potencializando a pregação do evangelho. “Peço não apenas pela Universal, mas por toda a nossa Igreja. Se alguém de outra denominação ganha uma alma para o Senhor, é mais um que luta contra o inferno. Temos esse pensamento unânime, que Jesus volte o mais rápido possível. Mas sabemos que ainda há gente que não ouviu falar de Ti, então, use-nos, os que estão aqui e os que não puderam vir.”

A unificação das igrejas como sinal para o fim dos tempos

No início do ano, o Papa Francisco declarou que tem fé de que Deus irá concluir bem o “processo de unificação das Igrejas cristãs”, em um vídeo destinado à igreja dirigida pelo pastor Kenneth Copeland, nos Estados Unidos. Mas para o pastor Wagner Cipriano, as escrituras devem ser examinadas, os pastores colocados em xeque e os cristãos devem exigir uma explicação para tudo isso. “Estamos vivenciando o cumprimento das profecias de Apocalipse, que relatam a trajetória da Grande Meretriz conquistando as demais religiões através de seu discurso ecumênico até que seja aclamada como "rainha das religiões", como forma de reconhecimento de seu esforço unificador. Esse seu trabalho de unificação das religiões dará à Igreja Católica o cetro de "rainha das religiões", e preparará o rebanho ecumênico para a chegada do anticristo, fazendo-os adorá-lo crendo(por engano) ser ele o próprio ‘deus’”, afirma o pastor Cipriano em seu blog.

 

Com informações da Universal e Cultura Evangélica
Foto: Demetrio Koch
www.guiame.com.br

veja também